Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 12 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Imagem peregrina de Fátima visitará Ucrânia pela primeira vez na história

Imagem peregrina de Fátima

PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/East News

Francisco Vêneto - publicado em 15/03/22

O Santuário de Fátima, em Portugal, atendeu a uma súplica especial do arcebispo de Lviv

A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima visitará a Ucrânia pela primeira vez na história, a pedido do arcebispo metropolita greco-católico de Lviv, Ihor Vozniak. Neste último 10 de março, ele solicitou ao Santuário de Fátima, em Portugal:

“Pedimos que nos enviem à Ucrânia a imagem da Virgem Peregrina de Fátima para podermos rezar pedindo a sua proteção, a fim de que a paz regresse ao país”.

No dia 11, o santuário confirmou que, “unidos no mesmo espírito de oração”, atenderá ao pedido “com grande agrado”. A imagem peregrina será enviada de Lisboa para Cracóvia, na Polônia, de onde a comunidade greco-católica a levará até Lviv, mantendo-a na Ucrânia durante um mês.

O reitor do santuário, pe. Carlos Cabecinhas, comentou:

“Nossa Senhora, aqui em Fátima, pediu insistentemente que rezássemos pela paz; é esta oração que aqui fazemos diariamente que estará presente na oração de todos os ucranianos diante da imagem da Virgem Peregrina de Fátima”.

A imagem peregrina de Fátima

A imagem peregrina de Fátima a ser enviada para a Ucrânia é a de número 13. Foram feitas 13 réplicas da imagem número 1, realizada em conformidade com as instruções da Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus e coroada solenemente pelo arcebispo de Évora no dia 13 de maio de 1947, festa de Nossa Senhora de Fátima. A imagem original já visitou 64 países, mas, desde 2003, quando foi entronizada na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, só voltou a ser levada em peregrinação excepcionalmente, como no caso da Jornada Mundial da Juventude de 2019 no Panamá.

Além de enviar a imagem peregrina para a Ucrânia, o Santuário de Fátima acolherá nesta semana 35 refugiados do país. O acolhimento é temporário, até que as autoridades portuguesas proporcionem ao grupo condições mais estáveis de permanência em Portugal.

Tags:
FátimaGuerraNossa SenhoraUcrânia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia