Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 27 Janeiro |
São João Maria, chamado Muzei ou Ancião
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Diocese decide negar Comunhão a políticos que votaram pró-aborto

Aborto

Shutterstock | Steve Allen

Francisco Vêneto - publicado em 17/03/22

"Muitas pessoas se escandalizam com a traição pública aos ensinamentos da Igreja por parte desses legisladores que se dizem ‘católicos'"

A diocese mexicana de Culiacán decidiu negar a Comunhão aos políticos que, embora se declarem católicos, votam a favor de leis pró-aborto. Esses políticos também não poderão ser padrinhos. Culiacán se localiza no estado de Sinaloa, cujo legislativo legalizou recentemente o aborto livre até a 13ª semana de gestação.

Em comunicado oficial, o pe. Miguel Ángel Soto Gaxiola, diretor da Comissão para a Vida, Família, Juventude e Leigos de Culiacán, informou que a decisão da diocese se fundamenta na consideração do “estado de uma pessoa para receber o Corpo de Cristo”. A referência é ao estado de graça, requisito imprescindível para qualquer católico poder comungar sem incorrer em pecado mortal segundo a doutrina da Igreja Católica.

Uma vez que praticar ou facilitar o aborto é pecado mortal, e dado que os políticos que votam abertamente a favor do aborto o fazem de modo público, eles próprios deixam patente que não atendem aos requisitos básicos para receber a Eucaristia.

Em sua carta aos políticos católicos, o padre Miguel afirma:

“Vemos hoje muitas pessoas escandalizadas com a traição pública aos ensinamentos da Igreja sobre a fé e a moral por parte desses legisladores que se dizem ‘católicos’. O questionamento dos fiéis, de fato, faz sentido: como pode um católico que promove abertamente e é a favor de políticas contrárias à vida vir à Missa e se aproximar para comungar? No Magistério da Igreja, o valor da vida sempre e em todos os tempos foi defendido desde a concepção até a morte natural”.

O comunicado diocesano cita a encíclica Evangelium vitae, de São João Paulo II, para reforçar que “nenhuma circunstância, nenhum propósito, nenhuma lei pode tornar lícito um ato intrinsecamente ilícito, pois é contraditório à Lei de Deus, que está inscrita em cada coração humano, conhecida pela própria razão e proclamada pela Igreja”.

Nos Estados Unidos, em 2019, um padre negou a Comunhão a Joe Biden, atual presidente do país, pelo mesmo motivo. Recorde:

Tags:
AbortoEucaristiaIdeologiaPolítica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia