Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 19 Maio |
São Celestino V
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Invasão de igreja em Curitiba: vereador pede arquivamento de processo

Invasão à igreja do Rosário em Curitiba

Reprodução / Youtube

Francisco Vêneto - publicado em 21/03/22

Defesa do vereador alega que ele não praticou "qualquer conduta incompatível com o exercício da sua função"

O preocupante episódio da invasão de uma igreja em Curitiba, no dia 5 de fevereiro, continua tendo desdobramentos. Nesta última quinta-feira, 17 de março, o vereador Renato Freitas, do Partido dos Trabalhadores (PT), protocolou a sua defesa prévia junto ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Vereadores de Curitiba: ele é acusado de liderar a invasão da igreja de Nossa Senhora do Rosário durante o que definiu como uma pacífica manifestação contra o racismo.

O vereador petista está agora pedindo o arquivamento do processo aberto a pedido dos vereadores Eder Borges (PSD), Pier Petruzziello (PTB), pastor Marciano Alves e Osias Moraes, ambos do partido Republicanos, assim como pelos advogados Lincoln Machado Domingues, Matheus Miranda Guérios e Rodrigo Jacob Cavagnari. Renato Freitas responde por perturbação da prática de culto religioso, entrada não autorizada dos manifestantes e realização de ato político dentro da igreja.

Guilherme de Salles Gonçalves, advogado de Renato Freitas, afirma que o vereador não liderou a manifestação nem praticou “qualquer conduta incompatível com o exercício da sua função”. Para o advogado, “se tratou de um amplo ato coletivo, organizado por diversas frentes do município de Curitiba (…), de modo que atribuir sua organização individualmente a uma pessoa não é sequer lógico”.

O documento de 57 páginas acrescenta que o vereador não sabia que estava sendo celebrada a Santa Missa no momento da manifestação, o que contradiz a nota de repúdio emitida na época pela própria Arquidiocese de Curitiba. A nota, assinada pelo arcebispo dom José Antonio Peruzzo, afirmava não apenas que a invasão ocorreu “no mesmo horário da celebração da Missa”, mas também registrava: “Solicitados a não tumultuar o momento litúrgico, lideranças do grupo instaram a comportamentos invasivos, desrespeitosos e grotescos”.

Tags:
IdeologiaJustiçaPolíticaReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia