Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

Bispos repudiam Carnaval na Semana Santa: “desrespeito à piedade e à fé do povo cristão”

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
000_1E7071.jpg

AFP

Membros da Unidos da Tijuca interpretam a crucificação de Jesus Cristo no Carnaval do Rio, em 2019

Ricardo Sanches - publicado em 24/03/22

"Semana Santa não é tempo de carnaval, é tempo de recolhimento, de oração e piedade", dizem os bispos

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através da Regional Nordeste 1, publicou nota de repúdio à festa de Carnaval que será realizada em plena Semana Santa com shows musicais. A organização do evento é da Prefeitura do Aracati (CE).

No documento, os bispos lembram que a Sexta-feira Santa é um feriado nacional religioso “destinado à meditação sobre o sofrimento, a paixão e morte de Cristo por amor à humanidade. Neste dia, portanto, não se trabalha e não se estuda para que todas as pessoas cristãs possam celebrar e vivenciar a sua fé”. A nota também afirma que “Semana Santa, como é sabido por todos, não é tempo de carnaval, é tempo de recolhimento, de oração e piedade!”

Os bispos destacam ainda que a realização da festa intitulada “Paixão no Aracati” é desrespeitosa para com os cristãos. “Trata-se, no mínimo, de um grande desrespeito à piedade e à fé do povo cristão, de uma enorme desconsideração da longa e rica tradição cristã desta terra abençoada” (leia a íntegra do documento abaixo).

Carnaval na Semana Santa

Segundo a Prefeitura do Aracati, o Carnaval fora de época é uma forma de ajudar a economia e o turismo do município. As festas de carnaval – que aconteceriam entre os dias 26 de fevereiro e 1 de março – foram suspensas por causa da pandemia de Covid-19. O município, então, decidiu transferir o evento para a Semana Santa.

O primeiro cartaz da festa que circulou na internet informava que o evento aconteceria entre os dias 15, 16 e 17 de abril (respectivamente: Sexta-feira Santa, Sábado de Aleluia e Domingo de Páscoa).

275677622_4648069471968832_1116510286086838681_n.jpg
Cartaz da festa ‘Paixão no Aracati”

Na última semana, entretanto, a prefeitura informou nas redes sociais que a programação do evento terá início apenas na madrugada de sábado.

As Paróquias de Nossa Senhora do Rosário, de Aracati, e de Santo Antônio (Majorlândia) já haviam se manifestado contra a realização do evento na Semana Santa.

A nota de repúdio da CNBB

A nota de repúdio da CNBB foi assinada por Dom José Luiz Gomes, bispo da Diocese de Sobral e presidente da Regional NE 1; Dom André Vital, bispo da Diocese de Limoeiro do Norte e vice-presidente da Regional; e Dom Valdemir Vicente Andrade, bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza e secretário do Regional NE 1.

Eis a íntegra do documento:

A Semana Santa é a celebração do Mistério central da fé cristã. Nela vivenciamos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A importância dessa Grande Semana não se verifica apenas na Liturgia da Igreja Católica, se revela também nas inúmeras manifestações de piedade e devoção popular, uma herança inestimável, que tanto enriquece a espiritualidade dos fiéis, encaminhado-os e motivando-os a celebrar dignamente o Mistério Pascal na Sagrada Liturgia.

A grandeza desse tempo sagrado e a intensidade com que é vivido e celebrado pelo povo cristão em todo o país, levaram diversos municípios e estados brasileiros a reconhecer, através dos órgãos competentes, às celebrações próprias desta semana como patrimônio cultural imaterial. Indo ainda mais longe, o Estado Brasileiro estabeleceu que a Sexta-Feira Santa seja feriado nacional (Lei n° 9.093, de 12 de setembro de 1995). Aliás, mesmo sendo um estado laico, o Brasil, por ser formado por uma população preponderantemente cristã, em respeito à identidade cristã do seu povo e da sua história, estabeleceu diversos feriados religiosos nacionais: Natal do Senhor (25 de dezembro), Confraternização Universal (1° de janeiro), Dia de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro), Dia de Finados (2 de novembro), Sexta-Feira Santa e Corpus Christi.

O feriado religioso tem um sentido muito preciso: não é um dia destinado ao descanso ou aos passeios turísticos, mas ao recolhimento e à oração. No caso da Sexta-Feira Santa, é destinado à meditação sobre o sofrimento, a paixão e morte de Cristo por amor à humanidade. Neste dia, portanto, não se trabalha e não se estuda para que todas as pessoas cristãs possam celebrar e vivenciar a sua fé.

Conscientes disso, não há como a Igreja do Ceará, representada por seus Bispos, silenciar diante do Carnaval promovido pela Prefeitura Municipal de Aracati-CE em plena Semana Santa. Trata-se, no mínimo, de um grande desrespeito à piedade e à fé do povo cristão, de uma enorme desconsideração da longa e rica tradição cristã desta terra abençoada.

A presidência do Regional Nordeste 1 da CNBB une-se, portanto, a Dom André Vital, Bispo Diocesano de Limoeiro do Norte, ao clero e ao povo cristão daquela amada Diocese, no seu mais do que justificado protesto, repudiando também nós esta infeliz iniciativa do poder público municipal de Aracati-CE. Semana Santa, como é sabido por todos, não é tempo de carnaval, é tempo de recolhimento, de oração e piedade!

Esperamos, vivamente, que os responsáveis por este carnaval fora de época revejam a decisão tomada e encontrem outra data para a realização desta festa!

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
MortePaixãoSemana Santa
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia