Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 22 Maio |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: a humanidade deve apagar a guerra antes que a guerra apague a humanidade

Papa pede fim da guerra

Antoine Mekary | ALETEIA

Francisco Vêneto - publicado em 27/03/22

"A guerra é um lugar de morte, onde pais e mães sepultam seus filhos, onde homens matam seus irmãos sem sequer tê-los visto"

A humanidade deve apagar a guerra antes que a guerra apague a humanidade, declarou o Papa Francisco em sua alocução após a oração do Ângelus deste domingo, 27 de março.

Ele recordou que a “guerra cruel e insensata” que devasta a Ucrânia acaba de completar um mês neste dia 24 e afirmou que é preciso “apagá-la da história humana antes que ela apague o homem da história”.

E acrescentou, com palavras fortes:

“Como qualquer guerra, ela representa uma derrota para todos, para todos nós. É preciso repudiar a guerra, um lugar de morte onde pais e mães sepultam seus filhos, onde homens matam seus irmãos sem sequer tê-los visto”.

Sem meias palavras, o Papa denunciou:

“Os poderosos decidem e os pobres morrem. A guerra não destrói só o presente, mas também o futuro de uma sociedade”.

Francisco recordou em particular as consequências da guerra para as milhões de crianças que a sofrem:

“Isto significa destruir o futuro, causando traumas dramáticos nas crianças. Esta é a brutalidade da guerra, um ato bárbaro e sacrílego”.

E prosseguiu, deplorando o horror evitável da guerra:

“A guerra não pode ser algo inevitável: não devemos nos acostumar com a guerra! Pelo contrário, devemos transformar a indignação de hoje no compromisso de amanhã. Porque, se sairmos dessa história como antes, todos seremos culpados de alguma forma. Diante do perigo da autodestruição, a humanidade deve entender que chegou a hora de abolir a guerra, de apagá-la da história humana antes que ela apague o homem da história”.

Chamando novamente a atenção dos governantes, o Papa reiterou:

“Rezo para que todos os líderes políticos reflitam sobre isso que se comprometam com isso! E, olhando para a Ucrânia martirizada, entender que cada dia de guerra torna a situação pior para todos. É por isso que renovo o meu apelo: chega, pare! Calem-se as armas! Que se negocie seriamente pela paz”.

Ao encerrar, o Papa pediu aos católicos:

“Rezemos incansavelmente à Rainha da Paz, a quem consagramos a humanidade, e em particular a Rússia e a Ucrânia, com uma grande e intensa participação pela qual agradeço a todos vocês”.

Tags:
GuerraPapa FranciscoPazRússiaUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia