Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 22 Maio |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Ordem de Malta mobiliza 69.000 voluntários para ajudar ucranianos

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
FRONTEIRA UCRÂNIA

Marzena Devoud - publicado em 01/04/22 - atualizado em 01/04/22

Na Ucrânia e na Europa Oriental, cerca de 69.000 voluntários da Ordem de Malta estão mobilizados para ajudar os refugiados ucranianos em fuga dos combates, bem como aqueles que decidiram permanecer no país devastado pela guerra. Dominique de La Rochefoucauld-Montbel, Grand Hospitaller da Ordem, explica a situação

Quando a invasão do exército russo entra na sua quinta semana, 12 milhões de pessoas na Ucrânia encontram-se numa situação muito vulnerável. 3,8 milhões já fugiram dos combates para um país vizinho e outros 4 milhões estão a planear juntar-se a eles. Face a um desafio humanitário sem precedentes, a Ordem de Malta está a levar a cabo numerosas ações no terreno na Ucrânia. Estes incluem a distribuição de refeições em seis centros de acolhimento em Lviv, onde foi criado um centro médico centralizado; alojamento para refugiados que chegam a Lviv e Ivano-Frankivsk; a criação de centros de apoio psicológico; e a transferência médica de refugiados feridos ou doentes para as fronteiras.

Até à data, 275.000 ucranianos beneficiaram de cuidados médicos, assistência logística ou distribuição de alimentos nas fronteiras do país. Além disso, 47 caminhões já foram fretados com equipamento médico, alimentos, medicamentos e kits de sobrevivência. Estão a ser preparados comboios adicionais. 69.000 voluntários que vivem no leste europeu estão empenhados em apoiar o esforço humanitário. Dominique de la Rochefoucauld-Montbel, o Grande Hospitaleiro da Ordem, testemunha o empenho “mais do que solidário” da Ordem perante a tragédia da guerra. De Cracóvia, durante a sua visita à Polónia e Ucrânia, ele respondeu a perguntas da Aleteia.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
GuerraIgreja CatólicaUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia