Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 07 Outubro |
Nossa Senhora do Rosário
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: Papa Francisco visitará o Cazaquistão

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
POPE-FRANCIS-PALM-SUNDAY-ANTOINE-MEKARY-ALETEIA

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 13/04/22

Boletim Direto do Vaticano, 13 de abril de 2022

  • Papa Francisco vai visitar o Cazaquistão
  • Ucrânia: dois trabalhadores da Cáritas mortos em Mariupol
  • O Cardeal espanhol Ricardo Blázquez Pérez faz 80 anos

Papa Francisco vai visitar o Cazaquistão

Por Camille Dalmas: O Papa Francisco encontrou-se em vídeo conferência com o Presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, a 11 de Abril – a presidência do Cazaquistão anunciou numa declaração. Durante a reunião, o Papa Francisco afirmou o seu desejo de visitar o país da Ásia Central por ocasião de um encontro inter-religioso a realizar na capital Nur-Sultã nos dias 14 e 15 de Setembro. Embora o anúncio ainda não tenha sido formalmente confirmado pelo Vaticano, o diretor do Gabinete de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, confirmou que o Papa tinha efetivamente manifestado durante a audiência “a sua intenção de visitar o país”.

O Papa Francisco poderia participar na 7ª edição do Congresso de Líderes Mundiais e Religiões Tradicionais, um evento organizado pela presidência cazaque desde 2003 que promove o papel das religiões em prol da paz. País predominantemente muçulmano (sunita), o Cazaquistão tem uma grande comunidade cristã que representa mais de 20% da população, na sua maioria ortodoxa e dependente do Patriarcado de Moscovo e da Igreja Ortodoxa Oriental do Cazaquistão. Existe também uma minoria católica que representa mais de 2% da população.

O Cazaquistão é um dos apoiantes da Rússia na sua guerra contra a Ucrânia. O país foi atingido por grandes protestos e motins em Janeiro devido a um súbito aumento do preço do combustível no país. O Presidente Tokayev descreveu a revolta como um “ataque terrorista ocidental”. O Papa Francisco poderá ter uma agenda internacional ocupada nos próximos meses. Para além de uma viagem oficialmente anunciada à República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul de 2 a 7 de Julho, estão a ser consideradas viagens ao Líbano em Junho e ao Canadá em Julho.


Ucrânia: funcionários da Cáritas mortos em Mariupol

Por Camille Dalmas: Um tanque russo disparou contra o centro da Cáritas em Mariupol, Ucrânia, a 15 de Março, matando sete pessoas, incluindo dois funcionários e cinco membros da família que aí se tinham refugiado, disse a 11 de Abril a filial ucraniana da Cáritas. O Presidente da Caritas Internationalis, Cardeal Luis Antonio Tagle, disse ao Vatican News que apelou ao “fim desta violência” e prestou homenagem às vítimas. A notícia da tragédia foi transmitida um mês mais tarde, tendo a Caritas Ucrânia admitido a 11 de Abril que ainda não tinha informações suficientes sobre as pessoas nas instalações. A notícia, transmitida algumas horas antes pela Cáritas alemã, mencionava apenas três vítimas e referia-se a um ataque de míssil.

O Cardeal Tagle, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, expressou a sua “profunda tristeza” e a sua proximidade com as famílias das vítimas. “A nossa tristeza torna-se um apelo à comunidade internacional a fazer todos os esforços para pôr fim a esta violência. Dirigindo-se aos membros da Cáritas que ainda trabalham na Ucrânia, o prelado filipino disse que estava “grato”. “Estão a fazer um ato santo”, disse ele, explicando que os seus esforços “não serão em vão” mas como “sementes de verdade, justiça, amor e paz que irão mudar o mundo”.


O Cardeal espanhol Ricardo Blázquez Pérez faz 80 anos

Por Isabella H. de Carvalho: A 13 de Abril, o Cardeal espanhol Ricardo Blázquez Pérez celebrará o seu 80º aniversário e deixará portanto de ser eleitor no caso de um conclave. Embora tenha ultrapassado o limite teórico de idade de 75 anos, que é sinónimo de reforma canónica, o alto prelado espanhol continua a ser o chefe da Arquidiocese de Valladolid. A 13 de Abril, o Colégio dos Cardeais terá 117 cardeais eleitores e 94 não-eleitores.

Cardeal desde 2015, académico e teólogo, duas vezes presidente da Conferência Episcopal Espanhola, figura da oposição ao terrorismo basco e investigador do Vaticano: o Cardeal Pérez tocou todos os setores da Igreja durante a sua longa vida como clérigo.

Do académico a pastor

Nascido a 13 de Abril de 1942 numa família de agricultores, Ricardo Blázquez Pérez entrou no seminário menor de Ávila aos 13 anos de idade e foi ordenado em 1967, aos 24 anos de idade. Imediatamente após a sua ordenação, foi para Roma para completar os seus estudos na Pontifícia Universidade Gregoriana e depois para Munique onde fez pesquisas com o teólogo alemão Wolfhart Pannenberg.

No seu regresso a Espanha em 1972, ocupou importantes cargos académicos, tais como secretário do Instituto Teológico de Ávila e vice-reitor da Pontifícia Universidade de Salamanca.

Um bispo de frente para a ETA

Em Maio de 1988, foi ordenado bispo após ter sido nomeado por João Paulo II como bispo auxiliar de Santiago de Compostela. Em 1992, foi nomeado bispo de Palência e depois de Bilbao, a capital do País Basco, em 1995. Aí, teve de enfrentar a dura realidade imposta na altura pela franja terrorista do movimento separatista basco ETA, que perpetrou numerosos ataques e recebeu o apoio de certos padres locais.

Não sem coragem, o Bispo Pérez não hesitou na altura em denunciar firmemente as ações do ETA. Apelando aos terroristas para pedirem perdão pelos seus atos violentos e às vítimas para perdoarem, ele nunca deixou de defender a paz nesta região. Em 2010, após quinze anos à frente da diocese de Bilbao, Bento XVI confiou-lhe a arquidiocese de Valladolid, onde ainda hoje se encontra sediado.

Altamente apreciado e estimado pelos seus colegas bispos, foi eleito por vários mandatos para a liderança da Conferência Episcopal Espanhola. Foi seu presidente de 2005 a 2008, depois seu vice-presidente de 2008 a 2014, e depois novamente seu presidente de 2014 a 2020.

O seu trabalho para o Vaticano

Posteriormente, o Bispo Pérez foi encarregado pelo Vaticano de missões específicas. Em 2009, foi um dos cinco visitantes escolhidos pelo Papa Bento XVI para investigar a Congregação dos Legionários de Cristo após escândalos de abusos. O clérigo espanhol foi responsável pela investigação sobre os centros europeus dos Legionários.

Em 2010, foi nomeado Visitador Apostólico pelo Pontífice alemão para investigar especificamente o Regnum Christi, a seção leiga dos Legionários de Cristo.

O arcebispo espanhol também participou em vários sínodos, por exemplo, o da nova evangelização em 2012 ou as duas assembleias gerais sobre a família em 2014 e 2015. Foi também membro de vários órgãos da Cúria, incluindo as Congregações para a Doutrina da Fé, Culto Divino, e Institutos de Vida Consagrada, e o Pontifício Conselho para a Cultura.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
CardeaisPapa FranciscoUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia