Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Semana Santa no Iraque, sinal do lento regresso dos cristãos

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
CHRZEŚCIJANIE W IRAKU

AP/Associated Press/East News

Katolicy w Iraku stawiają krzyż przed wizytą papieża Franciszka.

I.Media para Aleteia - publicado em 14/04/22 - atualizado em 28/06/22

Um resumo para você se manter informado! Todos os dias, Aleteia oferece uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores

Quinta-feira, 14 de Abril de 2022

1 – Semana Santa no Iraque, um sinal do lento regresso dos cristãos
2 – Vítima e carrasco juntos, o escândalo da paz na Via Sacra no Coliseu
3 – Ucrânia, sintoma da derrota do cristianismo, de acordo com Andrea Riccardi
4 – O salesiano mais velho do mundo morreu em São Paulo
5 – Arcebispo de Cantuária reage a memorial controverso


1. SEMANA SANTA NO IRAQUE, UM SINAL DO LENTO REGRESSO DOS CRISTÃOS

A celebração do Domingo de Ramos assumiu um significado especial no Iraque este ano, particularmente na cidade cristã de Qaraqosh, onde milhares de pessoas puderam participar na procissão. Espera-se também que os ritos do Tríduo Pascal atraiam grandes multidões para outras aldeias cristãs da planície de Nínive, que foi ocupada pelo Daech (Estado Islâmico) entre 2014 e 2017. Entrevistado por Crux, o padre iraquiano Naim Shoshandy, que reside atualmente em Espanha, explica que teve de fugir do país durante a campanha terrorista, uma vez que o seu irmão foi assassinado. “Carrego sofrimento no meu coração, nasci na guerra. Mas agradeço a Deus porque o que vimos no domingo mostra-nos que o cristianismo está vivo no Iraque, e não apenas em Qaraqosh, mas em toda a planície de Nínive, em Mosul, em Bagdá”, explica, vendo este renascimento da fé cristã como fruto da visita do Papa Francisco ao país em 2021.

Crux, inglês

Duas mulheres, Albina e Irina, uma russa, a outra ucraniana, carregarão a cruz na Sexta-feira Santa no Coliseu. Uma imagem que causou um escândalo nos últimos dias, mas que o padre Antonio Spadaro, diretor jesuíta de La Civiltà Cattolica e próximo do Papa Francisco, defende. “Não é a primeira vez que vítima e agressor são colocados pelo Papa Francisco na mesma oração”, disse ele, referindo-se à consagração da Ucrânia e da Rússia ao Imaculado Coração de Maria em 25 de Março. “O pontífice não é um político, é um pastor”, insistiu ele. Estas “duas amigas que a guerra rotulou como inimigas” não dirão “uma única palavra”. “Nem sequer um pedido de perdão, ou algo do género. Nada. Elas contentavam-se em estar “debaixo da cruz para a carregar, escandalosamente juntas”. Para o Padre Spadaro, isto é “um sinal profético num tempo de escuridão espessa”. É terrível e é escandaloso, mas é disso que se trata na pregação do Evangelho.

Il manifesto, italiano


3. UCRÂNIA, UM SINTOMA DA DERROTA DO CRISTIANISMO, DE ACORDO COM ANDREA RICCARDI

Numa longa entrevista dada ao site espanhol Religion Digital, o fundador de Sant’Egidio Andrea Riccardi olha para o conflito na Ucrânia, um “fratricídio” que, segundo ele, soa como uma derrota para o cristianismo. “O nacionalismo propagou-se na Europa, com características diferentes em cada país, mas que faz sempre o outro sentir-se como um usurpador e a si próprio como uma vítima”, lamenta. O historiador vê este fracasso como parte do declínio do cristianismo, que ele vê arder como Notre-Dame de Paris. Hoje, considera que a crise vem “de dentro”, uma vez que o mundo é “menos anti-cristão do que costumava ser”. Um sinal para ele de que a Igreja deve “repensar-se profundamente”, tornando-se mais inclusiva, sinodal e solidária.

Religion Digital, espanhol


4. O SALESIANO MAIS VELHO DO MUNDO MORREU EM SÃO PAULO

“É com grande tristeza que anuncio a morte do nosso querido irmão, Padre Ladislau Klinicki. Que Deus lhe conceda a recompensa de um servo fiel. Foi assim que o Padre José Adilson Morgado, Director da Comunidade Salesiana Santa Terezinha em São Paulo, anunciou a morte do mais antigo salesiano do mundo. O Padre Ladislau Klinicki, nascido em Kursk (Império Russo), em 1914, morreu aos 107 anos de idade. Foi ordenado sacerdote em Varsóvia em 1943. Nas suas memórias, falou da sua prisão em Roma quando a cidade foi ocupada pelos nazisTAS e ele estava alojado numa casa salesiana. Após interrogatórios e graças à misericórdia de Deus, os próprios alemães chegaram à conclusão de que as acusações contra ele eram falsas. Chegou ao Brasil em 1968 e depois de ocupar vários cargos em diferentes igrejas e instituições religiosas, foi viver Na Comunidade de Santa Terezinha em 1990, aos 76 anos de idade. Impelido pelo poder da misericórdia de Deus, teve sempre na sua boca as palavras: “Jesus, confio em ti”.

Vatican News, português


5. ARCEBISPO DE CANTUÁRIA REAGE A MEMORIAL CONTROVERSO

O primaz da Igreja Anglicana, Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, falou pela segunda vez sobre um memorial controverso na capela do Jesus College da Universidade de Cambridge. “Os memoriais aos comerciantes de escravos não têm lugar nos lugares de culto”, disse o primaz anglicano, comentando a batalha legal sobre uma placa dedicada a Tobias Rustat, um patrono das artes do século XVII que investiu na escravatura. Segundo The Guardian, o Arcebispo deu o seu apoio inequívoco àqueles que procuravam remover a placa e sugeriu que a Igreja de Inglaterra ainda tinha um longo caminho a percorrer no caminho da justiça racial. O Jesus College apresentou uma petição à diocese local solicitando a remoção do memorial da capela, alegando que a sua presença teve um impacto negativo na missão e ministério da igreja. Contudo, no mês passado, um tribunal eclesiástico rejeitou a petição, dizendo que se baseava numa “falsa narrativa”. No início deste ano, Justin Welby perguntou por que razão era difícil remover o memorial.

The Guardian, anglais

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoIraqueSemana Santa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia