Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Setembro |
São Miguel, São Gabriel e São Rafael
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Este homem salvou o Santo Sudário do fogo e algo extraordinário aconteceu

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
vigile del fuoco sindone

Archeoclub d'Italia Sede Di Monte Sant'Angelo

Il vigile del fuoco che ha salvato la Sindone.

Gelsomino Del Guercio - publicado em 27/04/22

Há 25 anos, a catedral de Turim foi atingida por um incêndio que poderia ter destruído o Sudário, mas um bombeiro de folga o salvou. Ele conta novos detalhes daquela noite incrível e como o resgate do tecido sagrado mudou a vida dele

Era a madrugada de 11 para 12 de abril de 1997: um incêndio atingia a catedral de Turim e o fogo ameaçava arrasar o Santo Sudário. A imagem do bombeiro com o rosto transfigurado pelo medo e pelo cansaço tentando salvar uma das relíquias mais importantes para os católicos, deu a volta ao mundo. Esse homem era o bombeiro Mario Trematore, agora aposentado. 

“Vesti uma velha jaqueta de montanha”

Na mente de Trematore, aquela noite, de 25 anos atrás, ainda está viva. “Eu estava em casa com minha esposa, não estava de plantão. Por 40 anos vivemos perto da igreja da Grande Mãe de Deus, e foi minha esposa quem viu o fogo da janela. Liguei para a sede [dos bombeiros], eles me disseram que havia um incêndio entre o Palácio Real e a Catedral. Vesti uma velha jaqueta de montanha, que tinha o emblema dos bombeiros no braço, e imediatamente corri em socorro dos meus companheiros”, disse Mario ao Corriere di Torino (8 de abril)

Os bombeiros entenderam que o risco de colapso da cúpula da capela de Guarino Guarini, onde estava a relíquia, era grande. Ao cair, os blocos de mármore despedaçariam o relicário com o Santo Sudário. “Entramos na Sé, com os pedaços de ferro rompemos a redoma, apanhamos o Sudário e saímos com pressa: foi uma emoção indescritível”.

Turim barroco

Há uma imagem de Mario Trematore que deu a volta ao mundo: aquela em que ele aparece com Santo Sudário salvo, saindo da catedral. “Nesses momentos, você só pensa em controlar o fogo e não morrer. Mas eu conhecia o valor do tecido sagrado: na Universidade fizera um curso sobre o caminho secular e religioso do Barroco de Turim. Lembro que fui ao Duomo porque queria fotografar o Sudário. Obviamente não foi possível e eles me aconselharam a comprar algumas fotos. Comprei algumas e ainda as tenho. Por isso sabia o quanto era importante salvá-lo: não só pelo seu valor religioso, mas também pelo seu valor histórico-cultural”, afirmou Trematore.

O grupo Mandylion

Após o incêndio, algo dentro de Mario mudou. Ele nunca havia sido um praticante da Igreja, mas tinha muita fé. O resgate do Sudário, no entanto, o deixou abalado. Por isso, ele começou uma jornada interior. “Eu segui um caminho, mas não me tornei um santo, como alguns podem pensar. Fundei um grupo chamado Mandylion, que em grego antigo significa tela, como o Sudário. Nos encontramos uma vez por mês. Nosso guia espiritual é um sacerdote do santuário de Nossa Senhora da Consolação“, explicou.

O melhor dia para Mario

O Santo Sudário foi salvo em um dia que marcou Mario para sempre. Mas ele confessa ao Corriere di Torino que houve um dia ainda mais importante em sua vida. “Em 8 de junho de 1982. Eu também estava na igreja, mas neste caso estava esperando minha futura esposa no altar. Quando vi a Rita entrar pensei em como ela era linda e como eu tinha sorte. Aquele foi o melhor dia da minha vida. Eu também não esqueço quando minha filha nasceu”, afirmou.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
JesusRessurreiçãoSudário
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia