Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Setembro |
Santo Aunacário ou Aunacário
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Mudança na lei do aborto nos EUA e o fim de Roe versus Wade?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Manifestação pró-vida defende fechamento de clínicas de aborto

NurPhoto via AFP

John Burger - publicado em 05/05/22 - atualizado em 05/05/22

A presidente da organização pró-vida SBA List, Marjorie Dannenfelser, disse numa declaração que se o parecer vazado for a opinião final da Suprema Corte, "aplaudimos de todo o coração a decisão"

A maioria dos juízes da Suprema Corte dos EUA teria votado a favor de um rascunho de decisão que derruba a liberação do aborto no país (caso Roe versus Wade; e caso Planned Parenthood of Southeastern Pennsylvania versus Casey), informou o site Politico.

“O direito ao aborto não está profundamente enraizado na história e tradições da Nação”, escreveu o Juiz Samuel J. Alito no rascunho de parecer maioritário. Segundo o site Politico, que deu a notícia a 2 de Maio, a Alito juntaram-se os Ministros Clarence Thomas, Neil Gorsuch, Brett Kavanaugh e Amy Coney Barrett. O Presidente da Suprema Corte, John Roberts, ainda não decidiu como votar sobre o caso em questão nesta altura (processo Dobbs versus Jackson Women’s Health Organization, que foi discutido em Dezembro).

“A Constituição não proíbe os cidadãos de cada Estado de regular ou proibir o aborto”, diz o suposto rascunho de Alito. “[Os casos] Roe e Casey arrogaram essa autoridade. Agora, anulamos essas decisões e devolvemos essa autoridade ao povo e aos seus representantes eleitos”.

Um vazamento de informação sobre uma votação da Suprema Corte é altamente incomum. O site Politico disse ter recebido uma cópia do parecer de uma “pessoa familiarizada com os procedimentos do tribunal (…) juntamente com outros pormenores que apoiam a autenticidade do documento”.

De fato, uma das principais organizações pró-vida dos Estados Unidos foi cética em relação à controvérsia, afirmando que o vazamento de informação se destina a corromper o processo do Tribunal de chegar a uma decisão legítima.

Pressão

“Esse vazamento de informação destina-se a corromper o processo”, disse a representante do movimento pró-vida Jeanne Mancini. “É desolador que alguns defensores do aborto baixem a qualquer nível para intimidar o Tribunal, quaisquer que sejam as consequências”.

O site Politico advertiu que os votos dos juízes poderiam mudar antes da decisão ser emitida, muito provavelmente em Junho. De qualquer forma, a notícia não deixa de ser um alento aos defensores pró-vida em todo o mundo.

Em 2018, o Mississippi aprovou uma lei que proíbe o aborto após 15 semanas de gravidez, exceto para salvar a vida e preservar a saúde física da mãe, ou em casos de anomalias fetais graves. O caso está agora na Suprema Corte.

O Mississippi pede que a decisão do caso Roe versus Wade seja derrubada, o que eliminaria assim o direito constitucional ao aborto nos EUA.

Pró-vida

A presidente da organização pró-vida SBA List, Marjorie Dannenfelser, disse numa declaração que se o parecer divulgado for a opinião final do Tribunal, “aplaudimos de todo o coração a decisão”.

“O povo americano tem o direito de agir através dos seus representantes eleitos para debater e promulgar leis que protejam as crianças por nascer e honrem as mulheres. Se Roe versus Wade for de fato derrubada, a nossa tarefa será construir um consenso para as proteções mais fortes possíveis para as crianças por nascer e as mulheres em cada legislatura”, disse.

“Também reconhecemos a necessidade de o movimento pró-vida continuar o seu trabalho existente para apoiar mulheres grávidas e crianças necessitadas. Existem milhares de centros de gravidez e maternidades pró-vida em todo o país e uma rede de apoio pró-vida sempre em crescimento”, disse Dannenfelser. “O movimento pró-vida continuará a crescer para atender as necessidades destas mulheres e das suas famílias, caminhando e planejando com elas para amar e servir tanto a mãe como a criança”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
AbortoFilhosGravidezVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia