Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 22 Maio |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Traditionis custodes: imploram ao Papa que levante as restrições à Missa Tridentina

LA-VOIE-ROMAINE.jpg

La Voie romaine

Anna Kurian - publicado em 05/05/22

Várias mães de sacerdotes franceses encontraram-se com o Papa Francisco esta semana para lhe pedir que levante as restrições do motu proprio Traditionis Custodes sobre à Missa Tridentina

Após uma peregrinação de dois meses de Paris a Roma, as mães de sacerdotes da associação “Caminho Romano” colocaram o seu pedido nas mãos do Papa Francisco na audiência geral de 4 de Maio de 2022. Satisfeitas com a sua reunião, esperam que ele levante as restrições à Missa Latina Tridentina impostas pelo motu proprio Traditionis custodes a 16 de Julho de 2021.

As mães dos sacerdotes que celebram no rito tridentino partiram a 6 de Março para percorrer os 1.500 quilómetros que os separam da Cidade Eterna, para implorar pessoalmente ao chefe da Igreja Católica que permita a prática deste rito. E, para sua feliz surpresa, ele parece positivo à demanda.

O primeiro sinal foi visto como um encorajamento: durante o seu trajeto de papamóvel na Praça de São Pedro, o Papa passou pelo grupo que segurava bandeiras em frente às grades de segurança para abençoar duas crianças. Depois o Bispo de Roma nomeou expressamente a associação “Caminho Romano” durante as saudações ao mundo francófono, após a sua catequese.

3.000 cartas

Finalmente, chegou o momento há muito esperado. Nas entrevistas individuais no final da audiência, uma das mães pôde aproximar-se de Francisco – que ficou sentado no seu lugar por causa do seu joelho doente -, falar-lhe em nome de todas elas e entregar-lhe uma carta apresentando o seu pedido para o rito pré-conciliar.

O “Caminho Romano” também entregou um grande pacote contendo quase 3.000 cartas de fiéis católicos defendendo o Rito Tridentino. Com esta iniciativa, a associação espera que a excepção concedida pelo Papa à Fraternidade de São Pedro, a 11 de Fevereiro, seja alargada a todos.

“Estamos muito felizes por lhe termos entregue pessoalmente a carta (das mães dos padres)”, disse Pauline Debay, uma jovem voluntária que está muito envolvida na associação. “Ao ouvir o pedido do “Caminho Romano”, o Papa respondeu: ‘Eu sei, eu sei’. “Muito sorridente” com o representante do grupo, Francisco não “disse mais nada”, relata Pauline.

Esperança

Embora tenha havido uma ligeira decepção pelo fato de apenas uma mãe ter sido recebida pelo Papa, todos os membros da associação disseram que estavam “muito, muito felizes” e “comovidos”. Cinco mulheres realizaram todo o percurso, apoiadas por uma equipe logística, e juntaram-se a outras 80 caminhantes para partes do percurso.

Assim que a audiência terminou, cada uma delas já tinha partido para França. “Estamos cheias de esperança, porque sentimos que o Papa não é indiferente”, conclui Pauline Debay. “Não sabemos o que vai acontecer, mas esperamos que haja consequências e continuaremos a rezar pela unidade da Igreja”, garante-nos ela.

Esta é uma referência à justificação do motu proprio do Papa Francisco, que tinha insistido no seu desejo de defender “a unidade da Igreja”. Ele queria evitar que a diferença litúrgica escondesse uma rejeição do Concílio Vaticano II. Em contraste, os membros do “Caminho Romano” sustentam que o ambiente da Missa Tridentina é “saudável” e afirmam a sua fidelidade ao Sucessor de Pedro.

Tags:
LiturgiaMissaPadres
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia