Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Setembro |
Santo Aunacário ou Aunacário
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: a expectativa pela canonização de Charles de Foucauld

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
WEB2-AM01-Antoine-Mekary-ALETEIA-AM_1510.jpg

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 10/05/22

Boletim de hoje com as principais notícias do Vaticano

  • A expectativa pela canonização de Charles de Foucauld
  • Mudanças na Congregação para a Educação Católica
  • Papa: a educação é o melhor investimento para o futuro de um país

A expectativa pela canonização de Charles de Foucauld

Por Anna Kurian: Para as primeiras canonizações desde a crise do Covid-19, a 15 de Maio de 2022, a França, especialmente, estará muito bem representada, pois três futuros santos são franceses: Charles de Foucauld (1858-1916), César de Bus (1544-1607) e Marie Rivier (1768-1838). Cerca de quinze bispos virão de várias dioceses na França, e são esperados milhares de peregrinos, em grupo ou individualmente.

Enquanto se aguarda a nova nomeação do presidente reeleito, Emmanuel Macron, a delegação oficial do governo francês ainda não é conhecida, explica a embaixada francesa junto da Santa Sé, contactada por I.MEDIA. Por outro lado, a Igreja francesa está a preparar-se ativamente para o evento.

Entre as dioceses francesas, Paris será representada pelo administrador diocesano, Mons. Georges Pontier, e por uma delegação de 66 pessoas. A diocese das forças armadas participará com vários generais e uma delegação de estudantes da escola militar especial de Saint Cyr Coëtquidan, onde Charles de Foucauld foi treinado. Várias centenas de pessoas virão de Lyon, Marselha, Grenoble, Estrasburgo, Viviers… e a Conferência Episcopal Francesa será representada pelo seu secretário e porta-voz, Padre Hugues de Woillemont.

“É difícil fazer uma estimativa precisa” do número de participantes, sublinha Bernadette Vita, chefe do Centro de Acolhimento de Peregrinos de Saint-Louis des Français. A organização recebeu entre 600 e 700 pedidos de peregrinos individuais. A isto há que acrescentar as agências de peregrinação e os padres que organizaram a sua própria peregrinação, que poderia representar um total de mil pessoas.

Delegações de África

Cerca de 400 membros da família de sangue de Charles de Foucauld já foram anunciados. Há ainda grupos organizados por comunidades religiosas ligadas aos futuros santos franceses, tais como a família espiritual do Irmão Universal, as Irmãs da Apresentação de Maria – que acolherão grupos de países onde estão presentes, incluindo o Vietnã – e os Padres da Doutrina Cristã.

Finalmente, o Norte de África será representado por cerca de quarenta pessoas – incluindo muçulmanos – da Argélia, Tunísia, Marrocos e da Prefeitura Apostólica de Laâyoune. Entre eles estarão o Cardeal Cristobal López Romero, Arcebispo de Rabat, os Arcebispos Jean-Paul Vesco de Argel e Ilario Antoniazzi de Tunis, o Arcebispo Paul Desfarges, Arcebispo Emérito de Argel, e o Bispo John MacWilliam de Laghouat-Ghardaia, a diocese que introduziu a causa de canonização de Charles de Foucauld.

Ajuda às pessoas desfavorecidas

Por seu lado, as Instituições Pias de França em Roma e Loreto permitiram que um grupo de 18 jovens de 11 a 17 anos e seis adultos acompanhantes de uma escola nos subúrbios desfavorecidos de Paris, e cinco pessoas pobres e acolhidas pela associação “L’Onction” viessem a Roma. De diferentes denominações, católica e muçulmana, todas elas serão alojadas na Maison Saint-Joseph de la Trinité-des-Monts.

Além disso, a fundação pagou os bilhetes de avião dos membros da família espiritual de Charles de Foucauld de países distantes: uma jovem religiosa da República Centro Africana, dois padres do Vietnã, dois leigos da Venezuela e uma pessoa do Congo. No entanto, muitas outras pessoas desfavorecidas não conseguiram obter os seus vistos.


Mudanças na Congregação para a Educação Católica

Por Anna Kurian: O Papa Francisco nomeou 19 novos consultores para a Congregação para a Educação Católica a 7 de Maio. Entre os novos recrutados estão 10 padres – incluindo o francês Philippe Vallin – duas religiosas e sete leigos, incluindo duas mulheres. Nascido em 1956, Philippe Vallin é sacerdote da diocese de Nancy e professor de teologia na Universidade de Estrasburgo. Dentro deste instituto, é o diretor do curso “Licentia docendi”, um diploma canónico necessário para ensinar em institutos eclesiásticos. A Cúria Romana não lhe é desconhecida: o Padre Vallin é membro da Comissão Teológica Internacional desde 2009, nomeado por Bento XVI e reeleito duas vezes por Francisco. É também um perito da AVEPRO, a agência de avaliação da Santa Sé para as universidades católicas.

O Papa nomeou também um leigo belga, Guy Selderslagh, que é Secretário Geral do Comité Europeu para a Educação Católica (PECO) desde 2013. Duas pessoas próximas do pontífice argentino tornam-se também consultores, nomeadamente os líderes mundiais da rede educacional Scholas Occurrentes – uma fundação do Vaticano -, José María Del Corral e Enrique Palmeyro, ambos argentinos. Há ainda quatro mulheres: duas religiosas, Irmã María Luisa Berzosa González, diretora do Movimento Fe y Alegría em Espanha, e Martha Séïde, professora de educação na Pontifícia Universidade Salesiana em Roma; duas leigas, Isabel Capeloa Gil, de Portugal, presidente da Federação Internacional das Universidades Católicas, e Marianne Evans Mount, uma académica americana.

Finalmente, para além de dois teólogos leigos – o italiano Franco Anelli e o ruandês Jean-Paul Niyigena – o Papa Francisco nomeou outros nove conselheiros sacerdotes: Matthias Ambros, professor na Universidade Gregoriana em Roma; Davide Cito, vice-reitor da Universidade da Santa Cruz em Roma; o mexicano Mario Ángel Flores Ramos, antigo reitor da Universidade Pontifícia do México; o italiano Andrea Stabellini, que ensina na Faculdade de Teologia em Lugano, Suíça; Mauro Mantovani, Decano da Faculdade de Filosofia da Universidade Salesiana de Roma; Salvatore Currò, teólogo da Universidade Salesiana de Roma; Youssef Nasr, Secretário-Geral das Escolas Católicas do Líbano; o teólogo filipino José Quilongquilong, e o jesuíta espanhol Enrique Sanz Giménez-Rico.


Papa: a educação é o melhor investimento para o futuro de um país

Por Anna Kurian: Para o Papa Francisco, a educação é “o melhor investimento para o futuro de um país”. Mas os estudos devem envolver “toda a pessoa”, e não apenas o cérebro, afirmou ele perante os estudantes da Universidade de Macerata, cidade natal de Matteo Ricci, recebidos no Vaticano a 9 de Maio. No seu discurso, o Bispo de Roma salientou que a universidade não se trata de “encher a sua cabeça com coisas”. Não é uma fábrica de grandes cérebros “que não sabe o que fazer com as mãos e com o coração”, acrescentou ele. Pelo contrário, a formação deve visar a harmonia humana envolvendo toda a pessoa, “os seus afetos, modo de sentir, modo de pensar, modo de agir”.

Aos professores e estudantes deste instituto fundado em 1290, o pontífice argentino recomendou que seguissem os passos de um “grande campeão” da sua região: o jesuíta Matteo Ricci (1552-1610), um dos evangelizadores da China, cujo nascimento a universidade está a celebrar este ano. O Papa confiou-lhes a difusão da cultura do encontro, que não é “automática”, e que requer “‘perda de tempo’ com o diálogo”. “Investir na formação, em escolas e universidades, é o melhor investimento para o futuro de um país”, disse também o chefe da Igreja Católica, antes de lamentar: “Sabemos isto, ouvimo-lo muitas vezes repetir, mas nem sempre tomamos decisões coerentes depois”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Igreja CatólicamongesReligiososSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia