Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 12 Agosto |
Santa Joana Francisca de Chantal
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

O segredo para criar crianças que permanecem católicas

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
church

Rawpixel.com | Shutterstock

Michael Rennier - publicado em 10/05/22

Existe uma fórmula mágica para assegurar que os seus filhos pratiquem a fé católica quando adultos? Eis o que aprendi

Dizer sim a algo, entregar-se de coração, é um acordo perigoso. E no entanto, todos nós fazemos isso. Damos pequenos pedaços de nós mesmos ao casamento, aos pais, às amizades, às paixões e aos sonhos. É perigoso, mas necessário. Doar-se é o que significa amar. Sem nos entregarmos, não somos nada.

Um dos esforços mais imprudentes que empreendi pessoalmente foi tornar-me pai. No instante em que nasceu a primeira criança, ela tinha-me tomado totalmente com sua mãozinha. Eu estava perdido. Aceitar o desafio de amar os meus filhos extraiu de mim um homem inteiramente novo.

Os meus filhos ainda são jovens. Todos eles vivem em casa, cada um à sua maneira, ocupados a esticar as pernas e a sacudir a humidade das suas asas. Eles ainda estão muito sob a influência da vida doméstica que a sua mãe e eu criamos para eles, mas quando chegar a altura de o primeiro saltar do ninho, suspeito que serei um náufrago.

Pergunta importante

Quando eu era um jovem pai, fazia perguntas aos pais mais experientes. Queria os seus segredos de pais. Agora que eu próprio sou mais experiente, os pais mais jovens fazem-me as mesmas perguntas que eu uma vez fiz. Não sou um especialista de forma alguma, mas sinto-me confortável em pelo menos identificar os erros que cometi e explicar o que não devo fazer.

Nesse sentido, sinto-me mais certo do que há 15 anos. Contudo, ainda há uma pergunta que faço regularmente aos pais mais velhos, aqueles que têm filhos adultos: Como criou as crianças que ainda são fiéis, que são católicos praticantes?

Esta, para mim, é a pergunta mais importante. Tornei-me menos interessado em questões de técnica parental, opções educacionais, preparação para a carreira, esporte etc., e estou mais interessado em como ajudar os meus filhos a serem felizes.

Felicidade e santidade

Para um católico, a questão da felicidade é a mesma que a questão da santidade. Como permanecer fiel e um dia tornar-se um santo? Este é o caminho para a felicidade, por isso estou interessado em compreender como incutir neles o desejo de amar a Deus.

O meu amigo Bill é rápido a advertir: “Os pais recebem demasiado crédito quando os seus filhos se tornam bons e demasiadas culpas quando se tornam maus. Já vi muitos pais que parecem estar a fazer tudo bem e ainda têm pelo menos um que se desvia”.

Por outras palavras, não há uma técnica de criação única que assegure que a nossa fé será transmitida.

Não é uma questão de os inscrever na escola religiosa certa, colocar os livros certos nas suas mãos, um currículo religioso específico, ir para o tipo de paróquia “certa”, ou escondê-los da cultura pop. Uma das grandes frustrações dos pais católicos é que o processo de transmissão da fé continua a ser um mistério.

No entanto, com os pais que tenho perguntado ao longo dos anos, existe de fato um tema consistente nas respostas que eles deram.

Ingrediente secreto

Janet, por exemplo, depois de expressar ceticismo, diz: “Se tínhamos um ingrediente secreto, o nosso ingrediente secreto era apenas ser católicos”.

Bill diz: “Não há substituto para que eles te vejam a trabalhar a tua própria salvação”.

Denise aponta para o seu marido, Tony, que conduziu ativamente os seus filhos em oração em casa. “Rezámos duas novenas por algumas decisões difíceis que precisávamos de tomar e as crianças observavam Tony a conduzi-las todas as noites sem falhar. Mostrou-lhes que ele dependia de Deus”.

Carolyn fala sobre como a sua família não acreditava apenas na fé; eles viviam a fé. “Viviam de acordo com o calendário da igreja”, diz ela. “A incrível beleza das estações, dos seus ensinamentos e da própria verdade”. Isto é o que mantém as pessoas apaixonadas pelo nosso Senhor”.

Fator insubstituível

Portanto, aqui está o factor insubstituível na educação das crianças que praticam a sua fé: os seus pais vivem-na ativamente. As crianças devem ver-nos realmente católicos na nossa vida quotidiana. Isto significa mais do que uma hora para a missa ao domingo e uma aula de catecismo a meio da semana.

É oração em casa, celebração de festas, jejum, sextas-feiras sem carne, celebração de dias santos, arte religiosa nas paredes, deixar histórias de santos espalhadas por aí, muito amor e alegria e felicidade – nunca forçando as crianças a acreditarem nas nossas crenças, mas deixando-as testemunhar a felicidade dos seus pais enquanto a vivem, e permitindo-lhes ver também a dificuldade de viver a fé.

Dito isto, as crianças crescem e fazem as suas próprias escolhas. Algumas, apesar dos nossos melhores esforços, podem não se tornar católicos praticantes como adultos. Isso não significa que a nossa paternidade tenha sido um fracasso. Fizemos o nosso melhor. Mas a tarefa paternal nunca está terminada. Continue a rezar pelos seus filhos, viva a fé, e ame-os. É tudo o que qualquer um de nós pode fazer. Esse é o risco do amor.

A fé é sempre um salto, e tenho sido prodigiosamente esbanjador com as bênçãos de Deus mais vezes na minha vida do que posso realmente contar. De alguma forma, hoje tenho uma fé forte. Quem sabe realmente como? Deus chama a cada um de nós à sua maneira. Como pai, sou apenas um instrumento da voz do Criador, por isso vou esforçar-me por permitir que Ele cante através de mim de forma clara e forte.

O segredo para criar crianças que permanecem católicas
Leia também:

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
EducaçãoFamíliaFilhos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia