Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 19 Maio |
São Celestino V
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Paulina Jaricot, uma mulher de fé e ação

Pauline Jaricot

Leemage | AFP

Hozana - publicado em 13/05/22

A vida da Bem-aventurada Paulina Jaricot é inspiradora e uma verdadeira ilustração do que pode existir de mais radical e belo na fé

Em breve, dia 22 de maio, teremos uma nova beata na nossa Igreja: Paulina Jaricot, fundadora das Pontifícias Obras Missionárias e, também, padroeira das missões. A vida da Bem-aventurada Paulina Jaricot é inspiradora e uma verdadeira ilustração do que pode existir de mais radical e belo na fé. 

Paulina vive uma profunda conversão interior ainda muito jovem: aos 17 anos. Sua conversão é uma renovação inteira de seu ser, que vai colocá-la no caminho de uma total configuração ao Senhor. Ela vive tudo o que Jesus a pede com paixão e amor, até mesmo o martírio dos últimos anos o qual ela acolhe com alegria por amor a Cristo.

Nascida em 22 de julho de 1799, em uma família de ricos trabalhadores da seda da cidade de Lyon, na França, Paulina-Marie Jaricot viveu uma infância carregada pelo afeto de seus pais. Na adolescência, bonita, paqueradora e mundana, deixa-se seduzir pelas “ilusões do mundo”. Ainda jovem, passa pela provação da doença e morte de sua mãe. Após essa grande perda, Paulina foi profundamente tocada por um sermão sobre vaidade, proclamado na sua paróquia em São Nizier. As palavras do padre foram decisivas. Então, Paulina, aos 17 anos, decidiu se colocar ativamente ao serviço de Cristo .

Paulina Jaricot: “feita para amar e agir”

Ela imagina, empreende, cria e nos mostra um caminho de santidade de uma leiga que permaneceu nas suas atividades cívicas e empreendedoras, porém, enraizada numa fé autêntica e num catolicismo social e missionário. “Fui feita para amar e agir. Meu claustro é o mundo”, declarava Paulina Jaricot.

Aos 23 anos, com o objetivo de ajudar os missionários do mundo inteiro, ela cria a obra de Propagação da Fé em 1822, que se tornaria, posteriormente, as Pontifícias Obras Missionárias. Essas obras existem para intensificar a animação, a formação e a cooperação missionária em todo o mundo. O objetivo primeiro de Paulina foi levantar fundos para que os missionários do mundo inteiro pudessem ter condições de seguir suas missões.

Durante a revolta dos canuts (artesãos) e os problemas sociais e econômicos que abalaram a cidade de Lyon (França), no início da década de 1830, Paulina, muito sensível à pobreza, compreende que melhorar as condições de trabalho é uma circunstância essencial para a evangelização. Assim, ela investiu sua fortuna e arrecadou fundos para montar uma fábrica modelo. Ela comprou uma antiga indústria no Vaucluse (região da França) e a relançou, sob o nome de Nossa Senhora dos Anjos. Ela confia a gestão da fábrica a empresários que, desonestos, levam a empresa à falência.

O anúncio do Evangelho e a dignidade humana

Paulina termina sua vida arruinada e desacreditada. Ela procura ajuda por toda a França para poder reembolsar os investidores que apoiaram seu projeto, o que ela quase conseguirá. Paulina morreu na miséria em 9 de janeiro de 1862. As obras que ela fundou, porém, irradiavam e irradiam por todo o mundo.

Durante sua vida, ela também tentará tirar algumas mulheres da prostituição e criará o banco do céu, uma obra de empréstimos gratuitos para os trabalhadores. Paulina é realmente um grande exemplo para os cristãos. Ela entende que o anúncio do Evangelho passa também pelo reconhecimento da dignidade da pessoa. Foi uma mulher do seu tempo que entendeu os desafios que precisavam ser enfrentados naquele momento. Ela nos ensina que as condições sociais e econômicas não devem ser ignoradas no serviço da evangelização. Paulina nos mostra, ainda, que a dignidade humana é um fator indispensável para que alguém possa se reconhecer como filho amado de Deus. 

Para conhecer e rezar com o exemplo desta grande mulher, e por ocasião de sua beatificação, a rede social Hozana e as Pontifícias Obras Missionárias criaram uma belíssima novena com Paulina de Jaricot. Clique aqui e inscreva-se agora mesmo! 

Débora Moreira Araújo, pelo Hozana

Tags:
BeatificacaoevangelhoSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia