Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 05 Julho |
Santo Atanásio do Monte Athos
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Igreja Católica estaria “crescendo escondida” na Coreia do Norte

Coreia do Norte

Robsonphoto | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 17/05/22

"Nas árvores brotam novos rebentos em cada galho todos os anos. Assim também crescem os católicos que se escondem em algum lugar do norte"

A Igreja Católica estaria “crescendo escondida” na Coreia do Norte, uma informação que é muito difícil de quantificar devido à brutal repressão perpetrada pela ditadura comunista do país, mas que, ainda assim, é enfaticamente afirmada por dom Victorinus Youn Kong-hi, de 97 anos.

A declaração do arcebispo emérito de Gwangju, na Coreia do Sul, foi registrada no livro “A História da Igreja da Coreia do Norte” (obra não traduzida ao português), escrito por Kwon Eun-jung a partir de oito entrevistas concedidas pelo prelado em 2021.

Antes da divisão

Em matéria a respeito, o portal Crux informa que dom Victorinus nasceu numa região da península coreana que atualmente está sob o regime do tirano Kim Jong-un.

Ele se recorda de como a Igreja florescia na Coreia antes da divisão do país e destaca que este crescimento estava alinhado com o trabalho social junto aos mais pobres, a quem se ofereciam escolas, cuidados hospitalares e várias outras obras de caridade.

O agora idoso arcebispo se lembra de uma vasta gama de episódios históricos da conturbada região. Ele evoca, por exemplo, a meia-noite de 9 de maio de 1949, quando soaram os sinos do mosteiro beneditino de Tokwon, perto de Wonsan, para anunciar que os invasores japoneses não mais controlavam o território.

O martírio do abade

Menciona ainda a captura de dom Bonifácio Sauer, bispo alemão e abade do mosteiro beneditino, levado pelos comunistas quando o próprio dom Victorinus era seminarista. As últimas palavras do abade para a comunidade foram:

“Como o Senhor chamou e como o Senhor permitiu, devemos encarar a morte junto com ​​mártires incontáveis. Peço-lhes que continuem neste lugar sem mim. Voltem e descansem em paz. Vamos nos encontrar no céu”.

O abade foi martirizado na prisão.

Expulsão

Os comunistas também expulsaram os monges e seminaristas. Victorinus esteve entre os que conseguiram chegar a Seul, onde pôde ser ordenado sacerdote pouco tempo depois. Ele ainda iria para Roma, onde prosseguiria seus estudos entre 1957 e 1960. Apesar da repressão, conseguiu visitar a família na Coreia do Norte, reencontrando um irmão e uma irmã em 1985.

Dom Victorinus foi o primeiro bispo de Suwon, em 1963, e, depois, arcebispo de Gwangju entre 1973 e 2000. Chegou a presidir a Conferência Episcopal da Coreia do Sul de 1975 a 1981.

…em algum lugar do norte

Até hoje, o emérito reza incansavelmente pela Igreja norte-coreana, que, reforça, continua “crescendo escondida como as árvores do seminário de Tokwon”. Ele descreve:

“Nas árvores brotam novos rebentos em cada galho todos os anos. Assim também crescem os católicos que se escondem em algum lugar do norte”.

Tags:
comunismoIdeologiaIgreja CatólicaPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia