Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Cigarro de enrolar vende falsa noção de segurança

MAN SMOKES,

Aleksandr Yu | Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 23/05/22

Há 5 anos, Papa Francisco proibiu a comercialização de cigarros no Vaticano

Existe uma piada que diz que o maço de cigarro é o produto mais barato que existe, pois você leva 4.700 substâncias tóxicas por apenas R$ 10. Entre elas pólvora, arsênio, níquel, benzopireno, cádmio, agrotóxicos, acetona, naftalina e até fósforo, incluindo outras substâncias radioativas. 

O que deveria ser 4.700 motivos para todos pararem de fumar, torna-se argumento para fomentar o uso de um produto que, segundo pesquisas, pode ser três vezes ainda mais nocivo do que o cigarro que compram na padaria ou na banca de jornal, o tabaco de enrolar, inclusive os que se dizem orgânicos. Ainda assim, esse produto é industrializado e, de acordo com a Organização Mundial de Saúde: “O tabaco é prejudicial em todas as suas formas e não existe um nível seguro de exposição”.

Gato por lebre 

Pelo menos em sua maioria, os tabacos para enrolar apresentam, sim, aditivos, realmente em quantidade e variedade inferiores aos cigarros convencionais. No entanto, segundo um estudo da Sociedade Espanhola de Saúde Pública, o tabaco solto apresenta maior quantidade de nicotina, alcatrão e monóxido de carbono. Uma hipótese que também circula nos meios acadêmicos é de que a tragada em um cigarro enrolado manualmente chegaria à garganta e aos pulmões em temperatura mais alta, o que reforçaria seu potencial cancerígeno.

Um argumento que se escuta a favor do “tabaquinho” é que, contando o tempo que se leva para preparar cada cigarro, o fumante crônico tragaria menos ao longo do dia. Entretanto, segundo a Comissão Científica de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), um cigarro de enrolar é o equivalente a três cigarros convencionais. Ou seja, seria como trocar gato por lebre. 

Muitos adeptos dessa tendência, que chega importada da Europa, infelizmente seduzindo jovens fumantes, tendem a romantizar o momento de enrolar o cigarro, criando-se um pequeno ritual. O que torna-se ainda outra armadilha, pois quanto mais significado se atribui e quanto mais prazer se obtém ao fumar, mais difícil fica abandonar o vício depois. 

Vaticano livre de fumaça

Em 2017, segundo a OMS, o tabagismo tirou a vida de 7 milhões de pessoas no mundo. Dado alarmante que foi usado como argumento por Papa Francisco ao proibir a venda de cigarros e de tabaco de enrolar no Vaticano ao final do mesmo ano. A medida começou a valer a partir de 2018.

De acordo com Greg Burke, então porta-voz da Santa Sé, “o Vaticano não pode continuar permitindo algo que, claramente, prejudica a saúde das pessoas”. Para implementar a medida, o Papa não teve o menor problema em abrir mão dos impostos com cigarro que voltavam para o Estado. “Nenhum direito é legítimo se coloca em risco a vida humana”, ainda disse Burke. 

Disque Pare de Fumar

O tabagismo aumenta exponencialmente o risco de desenvolver alguma Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, como bronquite e enfisema, além de câncer e problemas cardíacos ou arteriais fatais como aneurisma. 

O SUS oferece diferentes abordagens no auxílio.Para obter informações sobre unidades do SUS que oferecem o tratamento para parar de fumar, basta telefonar, gratuitamente, para o Disque Pare de Fumar: 0800 703-7033   

Tags:
FamíliaSaúdeVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia