Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 03 Julho |
São Raimundo Gayrard
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Luto perinatal: como dizer adeus ao seu filho?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock_1313485841.jpg

LightField Studios I Shutterstock

Solenn Varennes - publicado em 27/05/22

Cada situação é diferente e cada casal deve ser capaz de fazer as coisas de acordo com a sua própria sensibilidade, desejos e aquilo de que se sente capaz

Há 30 ou 40 anos, a morte de um bebê in utero era largamente ignorada, uma vez que o bebê não era considerado uma pessoa por direito próprio pela sociedade. Hoje, a profissão médica, bem como os casais afetados pela perda de um filho testemunham os benefícios de poder dizer adeus a um bebê natimorto. Este é um passo importante no luto pela perda de um filho(a) que muitas vezes não tivemos tempo de conhecer. Então como se despedir?

1. VER O SEU FILHO

Mesmo que possa parecer doloroso, ver o seu filho(a) após o parto pode ser uma forma de dizer adeus, de colocar um rosto no bebé que se estava à espera. “Por vezes o pessoal de enfermagem, durante estes lutos perinatais, está um pouco confuso. O bebé que nasce sem vida é por vezes impressionante de se ver e os cuidadores não pressionam necessariamente os pais a conhecê-lo porque consideram a situação muito dolorosa. Eles projetam o seu próprio medo nos pais”, explica Pascaline Chazerans, uma parteira há mais de 10 anos. “Lembro-me de uma mãe que queria ver o seu filho após o nascimento. Quando ela se aproximou e tocou-o, imediatamente disse que ele se parecia com o seu avô. Ela tinha visto o seu bebé com o coração da sua mãe, com os olhos da sua mãe. Foi muito comovente”, recorda ela.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
FilhosMorteSofrimento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia