Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Por que você nunca deve ficar esperando por uma decisão do outro

ASSENZA,ATTESA,AMORE

Eakachai Leesin|Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 01/06/22

Este tempo de espera pode fazer com que você perca oportunidades e encontros em seu caminhar

Se alguém diz para você que está apaixonado(a), que só pensa em você e que quer um futuro com você, mas não faz nenhum movimento para estar com você, talvez seja hora de repensar.

Nós não temos que deixar a solução, decisão, o fluir, o caminhar da nossa vida nas mãos do outro. Não podemos ficar esperando a vida inteira por uma decisão do outro. São dias e dias esperando que essa pessoa te enxergue, te reconheça… Este tempo pode fazer com que você perca oportunidades e encontros em seu caminhar.

Há pessoas que vivem no banco de reserva, colocando no outro a culpa de sua estagnação. E ainda dizem que estão neste lugar porque querem. Esperam do outro um posicionamento que já deveria ter vindo, se não veio, deveria ter vindo de si mesmo(a). 

Acredite: lutarmos por um amor é algo nobre e temos todo o direito de fazê-lo. Mas, a partir do momento que nós percebemos que essa é uma batalha unilateral não vale a pena.

Eu tenho muito receio de quando vejo alguém colocando o foco e a realização de sua vida no outro. Porque quando você coloca tudo no outro, esperando que esse outro se posicione, é como se você realmente tivesse colocado todas as fichas num lugar hiper vulnerável. Quando você faz isso, é o outro quem decidirá o rumo da SUA realização. 

Claro que você pode gostar ou amar alguém, é claro que, às vezes, o amor simplesmente acontece e não sabemos como lidar com ele. Mas todas as vezes que você se vir vulnerável em uma situação em que o outro não se decide e se despede de uma vez, e na qual você só vê o tempo passando, pare e se lembre que antes de amar qualquer pessoa você tem que se amar primeiro – e MUITO! Ao ponto de NÃO entender que esse amor que talvez você sinta pelo outro seja mais importante que você mesmo(a).

Nós temos sempre que ser nossa a prioridade, porque ninguém – além Deus – é mais interessado em nossa felicidade do que nós mesmos.

As pessoas hoje em dia estão tão preocupadas em se realizar, em se garantir e em se sentir seguras. Tanto que acabam aceitando pouco. Aceitam o que definitivamente não é amor. O sujeito desenvolve uma espécie de lealdade até por aquilo que faz mal. 

Não espere sua vida acontecer na arquibancada, enquanto você espera pelo outro. Se o outro ainda não se decidiu, decida-se você por ser feliz e por seguir em frente. E você, com toda certeza, encontrará surpresas ao caminho.

Gostou deste conteúdo? Então clique aqui e leia mais artigos como este

Tags:
AmorPsicologiaRelacionamento
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia