Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Como falar com os filhos sobre demissão

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock_1905968497.jpg

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 03/06/22

Explicar a verdade e pedir compreensão e parceria neste período complicado são um bom começo

Há alguns anos, passei pela terrível experiência de ser demitido do meu trabalho. Uma situação que, infelizmente, muitos pais e mães de família estão vivenciando nos últimos tempos por causa da crise global da pandemia de Covid-19. E, juntamente com todo o impacto pessoal que o desemprego provoca, vem também uma situação particularmente difícil: falar com os filhos sobre a demissão.

Lembro-me daquele dia como se fosse ontem: minha esposa me apanhou no local em que eu trabalhava. Eu já havia lhe dado a notícia. Ela, como sempre, estava pronta para me confortar. Quando entrei no carro, não segurei as lágrimas. E, pior: de lá, tínhamos que pegar o nosso filho na escola e eu só pensava em como contar para ele que o papai tinha perdido o emprego.

Quando ele chegou no veículo, já me viu com os olhos inchados de chorar e perguntou o que tinha acontecido. Conversei com ele ali mesmo, de forma direta e verdadeira. E foi a melhor coisa que eu fiz!

A notícia da demissão

Assim como foi ruim para você receber a notícia da demissão, para seus filhos também não será fácil. Eles também serão acometidos pelo sentimento de tristeza e insegurança. Mas quando contamos a verdade, tudo parece ser menos traumático. Esse é o principal caminho para quem precisa falar com os filhos sobre demissão. Dependendo da idade deles, você precisa ser mais elucidativo, mas sempre verdadeiro. Conte que, sim, papai ou mamãe perdeu o emprego por tal motivo. Se foi um corte de gastos, explique o que é isso. Se a empresa avaliou que não precisa mais dos seus serviços, esclareça para seu filho que não há nada de errado nisso.

Depois de falar a verdade, tranquilize sua família. Todos precisam saber que os próximos dias ou meses serão diferentes, mas que a situação de desemprego é temporária. Você precisa acreditar que Deus está preparando algo melhor e que aquele trabalho ao qual você tanto se dedicou não será o último de sua vida. Acredite nisso e compartilhe essa confiança com sua família. Eles também vão se sentir mais seguros e aliviados com sua postura de fé e confiança.

Como falar com os filhos sobre demissão
Leia também:

Parceria é fundamental

Uma abordagem importante para quem está nesta situação – que ninguém espera nem, muitas vezes, deseja – é pedir a parceria e a compreensão dos filhos e do cônjuge. Neste momento será preciso, por exemplo, fazer uma certa economia, por isso os passeios e aqueles programas a que a família estava acostumada terão que dar uma pausa. Mas existem outras formas de diversão que não exigem gastos. Vocês certamente irão descobrir juntos, pois espairecer a cabeça neste período é crucial. Porém, até que o próximo trabalho não chegue, o melhor é pisar no freio das despesas.

Outra forma de parceria é pedir a ajuda dos filhos na busca de um novo serviço. E não tenha vergonha disso! Assim como você, as crianças também podem compartilhar seu currículo com os amigos, professores e vizinhos. Eles podem estar sabendo de alguma oportunidade profissional em que você se encaixa! Se você tiver alguém na família que conheça tudo sobre internet, peça dicas de sites de emprego e recolocação.

Enfim, enfrentar a perda de um emprego e falar com os filhos sobre a demissão podem ser um desafio. Mas com verdade, honestidade e fé será uma conversa frutífera que trará aprendizado, parceria e a boa cumplicidade que unem as famílias.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
DinheiroFamíliaFilhospaisTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia