Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Bentinho, escudo ou detém-te: símbolo da devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
SACRED HEART OF JESUS

Paula Moraes Designer | Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 08/06/22

Conheça as origens deste sinal de fé e confiança na proteção divina

Santa Margarida Maria Alacoque, uma jovem religiosa francesa da Ordem da Visitação, recebeu a missão de difundir a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. O próprio Nosso Senhor Jesus Cristo, em suas aparições, a encarregou desta tarefa. O culto ao Sagrado Coração de Jesus obteve, a partir de então, grande impulso e espalhou-se por toda a Igreja.

Naquela época (segunda metade do século XVII), os fiéis, seguindo a recomendação das visões de Santa Margarida, passaram a decorar pedacinhos de tecido com a imagem do Sagrado Coração de Jesus.

Santa Margarida Maria, relatou em uma carta à sua Madre Superiora:

“Ele deseja que seja feito um escudo com a imagem do Sagrado Coração para que todos aqueles que desejarem render-lhe honra o coloquem em suas casas, e que sejam feitos outros menores para que tragam consigo.”

Esses escudos eram também denominados “bentinhos” ou “salvaguardas”. Mais tarde, receberam o nome “detém-te”.

detem-te

Bentinho, escudo, salvaguarda ou “detém-te”

No século XVII, quando uma peste assolou Marselha, a população era orientada a usar esses escudos de tecidos. E todos perceberam que a peste, geralmente, não atingia aqueles que os portassem. Assim seu uso foi mais difundido e recomendado para “deter” calamidades.

Já no século seguinte, de acordo com a tradição, uma mãe consagrou seu filho ao Sagrado Coração quando ele partia para uma guerra.

Depois da consagração, a mãe lhe entregou-lhe um “bentinho” que ela própria tinha desenhado num pedaço de pano vermelho e no qual escrevera: “Detém-te, o Coração de Jesus está comigo”. A mãe pediu que o filho o usasse perto do peito e prometeu que o Sagrado Coração o traria incólume de volta da guerra. O filho voltou mesmo, não apenas são e salvo, mas testemunhando também algo extraordinário: um tiro o tinha atingido em pleno peito, sem lhe causar ferimento algum. O distintivo havia “detido” a bala.

Aprovação da Igreja

Após saber dessa história, o Papa Pio IX Papa concedeu aprovação definitiva a esta devoção. Com um “bentinho” na mão, o Papa declarou:

“Abençoo este Coração, e quero que todos aqueles que forem feitos segundo este modelo  recebam esta mesma bênção, sem ser necessário que algum outro padre a renove. Ademais, quero que Satanás de modo algum possa causar dano àqueles que levem consigo o Escudo, símbolo do Coração adorável de Jesus”.

Em 1872, o Papa Pio IX concedeu uma indulgência de 100 dias a todos os fiéis que usassem ao redor de seus pescoços este emblema piedoso e rezassem um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e o Glória.

De fato, usar o “bentinho”, “escudo”ou o “detém-te”, qualquer que seja sua denominação, é um sinal do nosso amor ao Sagrado Coração de Jesus e da nossa confiança na sua proteção contra todos os males.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
DevoçãoSagrado Coração de Jesus
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia