Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 04 Dezembro |
São Bernardo, bispo de Parma
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Doença repentina mata líder da mítica Ordem de Malta

Marco Luzzago, Ordem de Malta

Ordem de Malta | Cortesia

Francisco Vêneto - publicado em 09/06/22

A Ordem Soberana e Militar de Malta é conhecida como a "equipe de emergências" da Igreja

Uma doença repentina matou o líder da mítica Ordem de Malta, o médico italiano Marco Luzzago, de 71 anos, que estava à frente da instituição havia pouco menos de dois anos.

O comunicado veiculado pela ordem nesta quarta, 8, informa que Luzzago morreu em Villa Ciccolini, na província italiana de Macerata.

O médico foi eleito em 8 de novembro de 2020 como lugar-tenente do grão-mestre, um cargo tradicionalmente vitalício, que, no entanto, ele havia assumido em caráter provisório para o período inicial de um ano, até que o novo grão-mestre fosse eleito.

O Papa Francisco, porém, estendeu o seu mandato durante o processo de reforma constitucional da ordem, que havia começado em 2017 a partir da renúncia do então grão-mestre, frei Matthew Festing. Seu sucessor, Giacomo dalla Torre del Tempio di Sanguinetto, faleceu em abril de 2020, aos 75 anos.

Com o falecimento de Luzzago, as funções de liderança da Ordem de Malta serão assumidas temporariamente pelo grão-comendador Ruy Gonçalo do Valle Peixoto de Villas-Boas, de 83 anos, em cumprimento do artigo 17º da constituição da ordem. Como tenente interino, ele chefiará a instituição até a eleição do próximo grão-mestre.

A Ordem de Malta, uma histórica “força de emergências”

A Ordem Soberana e Militar de Malta é conhecida como a “equipe de emergências” da Igreja, dado que os seus membros vão “a qualquer lugar, a qualquer momento, colocando-se a serviço dos doentes e dos pobres”.

A ordem é uma entidade internacional independente cuja soberania lhe permite emitir seus próprios passaportes, concedendo nacionalidade maltesa a todos os seus membros – muito embora a sua sede já não se encontre em Malta, mas em Roma. Trata-se de um “quase-Estado”: a Ordem de Malta não é um “país” propriamente dito, mas uma organização internacional autônoma que mantém relações diplomáticas com 105 Estados, nos quais até possui embaixadas.

Por sua soberania juridicamente reconhecida, a ordem tem representação na ONU e é filiada à Cruz Vermelha e a outras organizações internacionais. Atua como organização humanitária internacional, fundando hospitais e centros de reabilitação em diversos países, principalmente na África.

Saiba mais:

Tags:
HistóriaIgrejaMorte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia