Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 30 Novembro |
Santo André
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Marcos Tavares: “Se não fosse Jesus e a minha mulher, eu não teria batido todos os recordes”

Tavares_4.jpg

Aleš Čerin | Družina in Življenje

Urška Kolenc - publicado em 10/06/22

"Duas decisões são as mais importantes nas nossas vidas: com quem viveremos na vida eterna e com quem viveremos aqui na terra", diz o jogador de futebol brasileiro

O brasileiro Marcos Tavares é um nome famoso no futebol da Eslovênia. O jogador e ex-capitão do NK Maribor é também conhecido pelo seu coração e a sua raça.

“Balu”, como era chamado na infância, alcançou muitos sucessos notáveis na sua carreira desportiva: é o maior artilheiro da Liga de futebol eslovena, o jogador com mais jogos e gols pelo NK Maribor, o jogador com mais jogos e gols em partidas europeias e o jogador que marcou o gol mais rápido da história da Liga eslovena, em oito segundos.

Todos os seus sucessos, disse ele, devem-se principalmente a duas pessoas: Jesus e a sua esposa Leticia, salientou ele numa noite de conversa no Castelo de Rajhenburg, organizada pela Associação Família e Vida em co-organização com o Centro Cultural Krško.

Uma infância difícil

Marcos vem da parte sul do Brasil, onde cresceu com os seus pais e dois irmãos em grande carência. “A força que eu tinha não era porque tinha uma boa vida, mas porque tive uma infância difícil e tive de fazer tudo para sobreviver na favela”.

O seu amor pelo futebol foi-lhe incutido pelo seu pai em tenra idade. Ele diz que o futebol o ajudou a manter-se afastado da marginalidade. “Onde eu nasci, não tínhamos os valores certos. Metade dos meus amigos estão mortos, outros estão na prisão. Eu e os meus dois irmãos escapamos disso”.

Tavares_3.jpg

“A família ficou chocada quando o meu pai e a minha mãe se separaram por algum tempo. Estivemos sem o nosso pai durante quase um ano. A minha mãe trabalhava sozinha como professora para apoiar os seus três filhos”.

Com a idade de 13 anos, saiu de casa

Aos 13 anos de idade, a Tavares recebeu um convite para se juntar ao Grêmio e saiu de casa. “Eu sabia então que Deus tinha um plano para mim e que um dia eu seria um jogador de futebol”. Na altura, era amigo de Ronaldinho, que o ajudou muito em campo, mas também o levou a mais e mais festas, o que, diz ele, “me levou a me perder um pouco”.

A sua esposa Leticia colocou-o gradualmente de novo no caminho certo. Ele conheceu-a na sua festa de 18 anos e ficou imediatamente apaixonado. “Eu disse: ela será a minha mulher”. Ele brinca que ficou seis meses tentando conquistar Leticia. Mas ela estava inicialmente imune ao novo Marcos. Então ele desistiu de festas, álcool e outras mulheres por ela.

Após seis meses de namoro, ele e Leticia casaram-se e ele expressou rapidamente o seu desejo de ter um filho, pois era seu grande desejo um dia estar num campo de futebol com o seu filho.

O comportamento de Tavares fora do campo no início da sua carreira deu-lhe uma reputação como jogador “talentoso, mas problemático”. A sua carreira futebolística subsequente foi difícil, e durante algum tempo ele até considerou desistir.

“Graças a Deus, a minha sábia esposa disse: ‘você não vai desistir, vai treinar por mim’. Todas as manhãs ela levava-me ao vestiário para praticar e esperava que eu entrasse pela porta. Até aos dias de hoje, ela é o pilar de que preciso para viver”.

Leticia sacrificou muito por ele e acompanhou-o até à Malásia. “Depois de três anos na Malásia, fui o maior goleador da Liga, então só aí as coisas começaram a melhorar”.

Voltou a jogar no Brasil, depois seguiu para o Chipre. Veio à Eslovénia a convite da Zlatko Zahović. “Mas não havia jogado muito no Chipre. Então tudo parecia desesperador, como se eu tivesse esquecido como jogar futebol. No início nem sequer sabia onde estava a Eslovénia. Fui ao Google e procurei”. Quando ele chegou ao clube, o seu salário era dez vezes menor que o anterior; e lhe exigiram que perdesse sete quilos.

Tavares_2.jpg

O primeiro brasileiro a jogar no Maribor

“O meu trabalho é marcar gols. Nos primeiros três meses, não marquei um único gol. Disse a mim próprio que provavelmente tinha acabado. Mais uma vez, a minha mulher apoiou-me. Todos os dias às seis da manhã ia à capela para rezar: ‘Deus, por favor, ajuda-me, muda a minha vida, preciso da tua ajuda. Um dia ouvi a sua mensagem: ‘Vais ficar em Maribor porque eu quero que fiques'”. Tavares assinala que Deus fez um milagre na sua vida. Logo no jogo seguinte, marcou o seu primeiro gol, e depois 211 no total. Após menos de três anos a jogar pelo NK Maribor, tornou-se capitão.

Embora recebesse todos os anos ofertas atrativas de clubes de futebol estrangeiros, a sua esposa recebia em oração a confirmação de que o lugar da sua família era na Eslovénia.

“Jesus é o caminho, a verdade e a vida”. Ele mudou a minha vida. Por causa de Jesus, que tinha um plano para mim, eu não estou na prisão e não estou morto. Tenho uma família, uma bela esposa que passou por muita coisa por minha causa. Cometi muitos erros por causa das frustrações que carregava dentro de mim. Jesus deu-me amor através de outras pessoas. Quando me mostraram amor, eu mudei e comecei a comportar-me de forma diferente”.

“Se não fosse Jesus e a minha mulher, eu não teria batido todos os recordes”, diz Tavares. “Há coisas escondidas que nós não vemos, mas Deus vê. Se tivermos uma relação com Jesus, podemos ver o que Ele vê – numa nova dimensão”.

Marcos Tavares também revelou os seus planos para o futuro. Como atual director desportivo adjunto do NK Maribor, vai se esforçar para criar a melhor equipe possível, e o plano para a sua família de sete pessoas é espalhar o amor de Deus.

“Duas decisões são as mais importantes nas nossas vidas: com quem viveremos na vida eterna e com quem viveremos aqui na terra. Eu escolhi Jesus para a vida eterna e Leticia para a vida terrena”, o jogador de futebol concluiu a sua noite de testemunho.

Tags:
EsporteTestemunhoVida Cristã
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia