Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 05 Julho |
Santo Atanásio do Monte Athos
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Nossa Senhora em alguns outros livros do Antigo Testamento

MOTHER MARY

Immaculate | Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 12/06/22

Possam estes textos despertar profundas reflexões!

Este artigo trata de textos do Antigo Testamento que fazem, de algum modo, referência à Maria, mãe de Deus e nossa mãe. 

São eles: Miqueias 5,1-2, Cântico dos Cânticos (ao falar da Esposa), Provérbios e Eclesiástico (ao tratarem da Sabedoria – Cristo – e da Dama que a acompanha, Maria), os chamados Salmos de Sião e as figuras de Judite e Ester. Vejamos, de modo breve, cada uma dessas passagens.

Miqueias 5,1-2: não é uma profecia messiânica propriamente, pois estaria, em seu contexto imediato, tratando apenas da volta da vida normal dos israelitas depois do exílio da Babilônia. Todavia, a tradição judaica – muito antes da cristã – já via aí uma profecia anunciando um novo Davi. Tal profecia se cumpriu no nascimento de Jesus (cf. Mt 2,6), de modo que os próprios sacerdotes e escribas de Israel citaram Mq 5,1-2 “para indicar o lugar em que o Messias devia nascer; ver Mt 2,4-6” (Curso de Mariologia. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 1997, p. 7). Da cidade pequena e esquecida – Belém – vem Cristo, o descendente de Davi (cf. Rt 4,18-22).

O mesmo profeta cita também aquela que deve dar à luz (5,2). Faz, assim, referência à Mãe do Emanuel (Deus-conosco) mencionada por Isaías 7,14, dado que a figura dessa mulher já era conhecida dos seus ouvintes. Ainda: nas cortes do Oriente Antigo (Assíria, Babilônia, Egito etc.) a rainha-mãe gozava de grande prestígio. Daí o Antigo Testamento também valorizar a genitora do rei como gebirah (mãe do Senhor ou grande Dama), conforme 1Rs 15,13; 2Rs 10,13; Jr 13,18; 29,2. Até mesmo o nome da rainha-mãe é elencado em 1Rs 14,21; 15,2-10; 22,42; 2Rs 8,26; 12,2; 15,2-23 etc. Mais: quem compara 1Rs 1,16-17 e 2,19 nota a estima dada à mãe do rei (cf. idem, p. 7-8).

Cântico dos Cânticos: narra o amor humano entre um homem e uma mulher, amor que os leva ao matrimônio e é o tipo do amor esponsal entre o Senhor Deus e a Filha de Sião, a esposa de Javé (cf. Is 54,1-8; 62,4-5; Os 1,5). “Ora, a Esposa de Javé no Novo Testamento é a Igreja (cf. 2Cor 11,2; Ef 5,25-29), da qual Maria é miniatura; em Maria, a Igreja vê seu protótipo e considera o estado final que tocará a todos os justos. A alma de Maria SS., cheia de graça, estava (e está) unida ao Senhor Deus mais do que qualquer criatura. Daí poderem ser-lhe aplicados os dizeres que o autor do Cântico dirige à esposa nesse livro. Maria seria a esposa em sentido pleno” (ibidem, p. 9).

Provérbios 8,22-31 e Eclesiástico 24,3-21: ambos conceberam a Sabedoria não como simples atributos de Deus, mas como uma pessoa, Jesus Cristo (cf. 1Cor 1,24; Hb 1,3). À luz dessa interpretação plausível, Maria é a Dama na condição de obra prima da Divina Sabedoria, tabernáculo ou sede da Sabedoria do Pai enquanto mãe do Verbo feito homem por amor de nós.

Os Salmos que louvam a cidade de Jerusalém (cf. 43; 48; 87 etc.): são aplicados, na Liturgia, à Virgem Maria, uma vez que a Cidade Santa – Jerusalém – é tida por mãe dos israelitas ou mesmo de todos os povos (cf. Gl 4,26; Ap 21,2.9-10). Ora, Nossa Senhora é, por excelência, a mãe de Deus e nossa mãe, por isso, a ela se aplicam, com justiça, os louvores dirigidos à cidade de Jerusalém.

Judite 15,9-10: o texto se refere exclusivamente a Judite, a viúva, abandonada e fraca aos olhos humanos, mas que, fortalecida por Deus, por meio da oração e do jejum, derrota, através de um artificio próprio, Holofernes, o grande inimigo do povo eleito. Eis porque a Liturgia aplica as palavras de louvores a Judite a Maria Santíssima (cf. Cândido Pozo, SJ. María en la obra de la salvación. Madri: BAC, 1974, p. 127-128).

Ester: é outra mulher frágil que, infiltrada na corte do rei Asuero, da Pérsia, humanamente nada poderia, fortalecida por Deus, no entanto, livra Israel, o seu povo, do grave extermínio planejado por Amã, primeiro-ministro de Assuero. Sua intercessão nos recorda Nossa Senhora, a grande intercessora junto a Nosso Senhor. Ambas as mulheres demonstram que Deus escolhe os fracos para confundir os fortes (cf. 2Cor 12,10).

Possam estes textos despertar-nos profundas reflexões!

Tags:
BíbliaMariaNossa Senhora
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia