Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 01 Dezembro |
Bem-aventurada Maria Rosa de Jesus
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: Papa congratula-se com a beatificação de 10 religiosas polonesas

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
BEATYFIKACJA STEFANA WYSZYŃSKIEGO I ELŻBIETY RÓŻY CZACKIEJ

Pawel Wodzynski/East News

I.Media para Aleteia - publicado em 13/06/22

Boletim Direto do Vaticano, 13 de junho de 2022

  • Papa congratula-se com a beatificação de 10 religiosas polonesas
  • Guerra na Ucrânia: “Não nos habituemos a ela”, implora novamente Francisco
  • O Papa agradece os soldados que garantem a segurança de Roma

Papa congratula-se com a beatificação de 10 religiosas polonesas

Por Anna Kurian – Durante o Angelus de domingo, o Papa Francisco convidou a multidão na Praça de São Pedro a aplaudir as 10 religiosas polonesas que foram beatificadas a 11 de Junho em Wroclaw, no sudoeste da Polónia. Declaradas mártires, foram mortas durante a invasão do Exército Vermelho entre Fevereiro e Maio de 1945.

“Estas dez religiosas”, disse o chefe da Igreja Católica, “embora conscientes do perigo em que se encontravam, permaneceram ao lado dos idosos e dos doentes de quem cuidavam. As irmãs decidiram ficar nas aldeias invadidas pelos soviéticos, para tomar conta daqueles que não podiam fugir.

O Papa espera que o seu exemplo de fidelidade a Cristo ajude “os cristãos perseguidos em várias partes do mundo a darem testemunho do Evangelho com coragem”. As dez freiras da Congregação das Irmãs de Santa Isabel são: Paschalina Jahn, Maria Edelburgis Kubitzki, Maria Rosaria Schilling, Maria Adela Schramm, Maria Sabina Thienel, Maria Sapientia Heymann, Maria Adelheidis Töpfer, Maria Melusja Rybka, Maria Acutina Goldberg e Maria Felicitas Ellmerer. O seu martírio foi reconhecido pela Congregação para as Causas dos Santos a 19 de Junho de 2021.

“O seu martírio faz-nos pensar nas circunstâncias em que vivemos hoje na Europa do século XXI”, salientou o Cardeal Marcello Semeraro, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, na sua homilia na Missa de beatificação, relatada pelo Vatican News. Referindo-se à guerra russo-ucraniana e “tanta crueldade, barbaridade e injustiça”, apelou à construção da paz “através de gestos concretos de caridade desinteressada”.


Guerra na Ucrânia: “Não nos habituemos a ela”, implora novamente Francisco

Por Anna Kurian – O Papa Francisco falou novamente sobre a guerra na Ucrânia durante o Angelus de domingo, no 109º dia de guerra desde a invasão russa a 24 de Fevereiro. “Rezemos e lutemos pela paz”, exortou o Papa.

“Está sempre vivo no meu coração o pensamento pela população da Ucrânia, afligida pela guerra”, disse o chefe da Igreja Católica após a oração mariana, que presidiu da sua janela no Palácio Apostólico, com vista para a Praça de São Pedro.

O pontífice argentino espera que “o passar do tempo não arrefeça a nossa dor e preocupação por estas pessoas atormentadas”. Ele implorou à multidão: “por favor, não nos habituemos a esta trágica realidade! Tenhamo-la sempre no nosso coração”.

Nos últimos dias, os combates intensificaram-se no leste da Ucrânia. De acordo com um conselheiro do Presidente Zelensky, o exército ucraniano perdeu cerca de 10.000 combatentes desde o início do conflito.


O Papa agradece os soldados que garantem a segurança de Roma

Por Anna Kurian – “Sempre que saio e volto ao Vaticano […] vejo-vos e agradeço a Deus pela vossa dedicação e pela vossa presença”, o Papa Francisco garantiu aos soldados da brigada italiana “Granatieri di Sardegna” que recebeu a 11 de Junho no Vaticano, no final da sua missão em Roma.

O Papa agradeceu a estes soldados que acabam de completar 18 meses na capital, como parte da operação “Strade sicure” (“Estradas seguras”), para proteger áreas sensíveis tais como locais institucionais e diplomáticos, aeroportos, estações e locais de culto. Um trabalho que é “um pouco cansativo mas mais útil do que nunca para a comunidade”, disse ele.

O Bispo de Roma expressou a sua gratidão pelo seu “discreto e importante serviço” à Santa Sé, especialmente durante eventos com grandes multidões. Ele disse: “Sempre que saio e volto ao Vaticano, em viagens apostólicas, em visitas a alguma paróquia ou comunidade, vejo-vos e agradeço a Deus pela vossa dedicação e pela vossa presença.

Citando as qualidades da sua profissão – “disponibilidade, paciência, espírito de sacrifício e sentido do dever” – o pontífice de 85 anos encorajou os soldados a estarem próximos do povo, que merece “respeito”, a promover a solidariedade e a ajudar os habitantes a serem “bons cidadãos”.

A brigada “Granatieri di Sardegna” completará a sua missão em Julho de 2022, em colaboração com a polícia italiana. O General Liberato Amodio, que esteve à frente do contingente militar durante este período, agradeceu ao pontífice pela sua atenção regular aos soldados.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoPapa FranciscoSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia