Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Por que é bom ser católico mesmo sem acreditar em Deus

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock_1958232697.jpg

fizkes I Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 14/06/22 - atualizado em 13/06/22

Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Terça-feira, 14 de Junho de 2022

1 – Por que é bom ser católico mesmo sem acreditar em Deus?
2 – O que sabemos – e o que não sabemos – sobre a saúde do Papa
3 – Vários dicastérios e muitas nunciaturas aguardam os seus titulares
4 – Na Alemanha, um bispo também escolhido por leigos?
5 – Encontro com mulheres que aspiram ao diaconato


1 – Por que é bom ser católico mesmo sem acreditar em Deus?

O filósofo espanhol Miguel Ángel Quintana Paz escreve um artigo no website espanhol The Objective no qual defende a ideia de que existe “algo católico que vai além” da própria fé católica e que merece ser partilhado. Ele apresenta os seis eixos do seu “Modo de Vida Católico”, princípios que podem ser partilhados, diz ele, mesmo com aqueles que não têm fé. O primeiro princípio desta ‘cultura católica’ é que um católico acredita que todos podem e devem melhorar a si próprios e a qualidade das suas próprias vidas e das dos que os rodeiam. Ele pode, portanto, como segundo princípio, depositar a sua confiança na vida e na vida do seu próximo, e ver uma solução onde todos veem o fim, especialmente na pobreza e na morte. O terceiro ponto é que o catolicismo valoriza a racionalidade, mas não restringe a realidade do homem, que é “também fé, emoção e escuridão”. Em quarto lugar, o catolicismo advoga por uma sociabilidade que nos ensina a não nos deixarmos “absorver completamente pelas coisas do mundo”. Finalmente, quinto e sexto, o catolicismo ensina-nos a ver a beleza onde ela se encontra e a perdoar para se poder avançar.

The Observer, espanhol

O anúncio do Papa Francisco de que iria adiar a sua viagem à República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul, marcada para o início de Julho, devido à dor no seu joelho direito, avivou o “moinho de rumores romanos sempre ativos para o exagero”, diz o jornalista do Crux John Allen. Como resultado, o vaticanista descreve o que é conhecido e o que não é conhecido sobre a saúde do pontífice. Primeiro, cita o fato de a viagem do Papa ao Canadá, prevista para o final de Julho, ainda não ter sido cancelada. Se Francisco for submetido a uma cirurgia ao joelho, aparentemente um procedimento relativamente simples com um tempo de recuperação curto, “ele ainda poderá fazer a viagem ao Canadá, e provavelmente estar em melhores condições para o fazer”, escreve o jornalista. No entanto, o Papa aparentemente não quer operar. John Allen acredita que o próximo “marco iminente” é no final de Agosto, quando Francisco criará 21 novos cardeais, presidirá a dois dias de encontros com cardeais de todo o mundo, e fará uma viagem de um dia à cidade de L’Aquila, onde visitará o túmulo do Papa Celestino V, primeiro papa a renunciar. Listando estes acontecimentos, no entanto, John Allen sugere “uma nota de prudência antes de tirar conclusões precipitadas”, explicando que estes passos podem também não revelar nada. “Como se costuma dizer no mundo da televisão: fiquem atentos”, conclui o jornalista.

Crux, inglês


3 – Vários dicastérios e muitas nunciaturas aguardam os seus titulares

A entrada em vigor da Constituição do Predicate Evangelium a 5 de Junho criou um vazio institucional e questões sobre se certos funcionários da Cúria permaneceriam nos seus postos. Assim, o Cardeal Tagle, até então Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, e o Arcebispo Fisichella, Presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, já não têm quaisquer responsabilidades, uma vez que os seus dicastérios foram fundidos num único Dicastério para a Evangelização, do qual o próprio Papa é o Prefeito. Para outros dicastérios que mantêm o mesmo perímetro, os titulares permanecem em suas funções até nova ordem, mesmo que tenham mais de 75 anos de idade. É o caso do Cardeal Ouellet na Congregação para os Bispos, ou do Cardeal Sandri nas Igrejas Orientais. A questão da renovação do organograma também se coloca para as nunciaturas: 10% delas estão vagas ou têm um titular com mais de 75 anos de idade. É o caso da nunciatura em Damasco, com o Cardeal Zenari, e da nunciatura em Washington, com o Arcebispo Christophe Pierre, de 76 anos de idade. Finalmente, o website Faro di Roma informa sobre a nomeação do abade do mosteiro de Monte Cassino como abade da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, o que marca o regresso dos beneditinos à liderança desta basílica romana após uma ausência de 12 anos.

Faro di Roma, italiano


4 – Na Alemanha, um bispo também escolhido por leigos?

O Arcebispo de Paderborn, Hans-Josef Becker, de 74 anos de idade, pediu ao Papa Francisco para ser liberado de suas funções, dizendo que os desafios que se avizinham exigem que a geração mais jovem assuma o seu lugar. Um processo governado pela Concordata Prussiana de 1929 está prestes a começar a encontrar um sucessor. O Capítulo de Paderborn deverá elaborar uma lista de candidatos que será enviada para Roma pela Nunciatura. O Papa devolverá então uma terna da qual o Capítulo elegerá o novo arcebispo. No entanto, de acordo com uma decisão deste Capítulo, os leigos deveriam estar mais envolvidos nas fases locais do processo. Esta decisão foi motivada pelo processo sinodal em curso.

Katholisch.de, alemão


5 – Encontro com mulheres que aspiram ao diaconato

Embora a Igreja Católica não preveja ordenar mulheres ao sacerdócio, a ordenação das mulheres ao diaconado permanente seria uma possibilidade real. Esta é a tese do autor desta coluna, uma vez que a segunda comissão criada pelo Papa sobre este assunto continua o seu trabalho. Para Anna Keating, o principal obstáculo na opinião pública é o medo de que as mulheres candidatas ao diaconado não sejam realmente católicas. Mas, responde ela, a grande maioria é “obediente à Igreja, e é exatamente por isso que a querem a ajudar no ministério diaconal”. Ela dá a palavra a várias mulheres que estão convencidas de que Deus pode chamar mulheres para esta missão. Pediram a possibilidade de discernir em comunidade uma possível chamada ao diaconado, lembrando que se trata de um serviço – e que muitos seriam capazes de prestar este serviço.

America Magazine, inglês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
CatólicosIgrejaResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia