Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Fevereiro |
São Paulo de Verdun
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: As razões da demissão de Hilarion

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
web-metropolitan-hilarion-de-volokolamsk-ramil-sitdikov-ria-novosti-ai

RAMIL SITDIKOV / RIA NOVOSTI

11/20/2015 Il metropolita Hilarion di Volokolamsk, presidente del Dipartimento per i Rapporti Esterni della Chiesa ortodossa russa, parla all'incontro delle due camere del Parlamento russo. Ramil Sitdikov/Sputnik

I.Media para Aleteia - publicado em 16/06/22

O essencial de hoje para você se manter informado. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quinta-feira, 16 de Junho de 2022

1 – As razões da demissão de Hilarion
2 – A Igreja abre um centro de exorcismo nas Filipinas
3 – Elizabeth II: a rainha das relações com a Igreja Católica
4 – Bispo Timmerevers: o caminho sinodal é não uma panaceia
5 – A história do Corpus Christi


1 – As razões da demissão de Hilarion

Por que o braço direito de Kirill, o Metropolita Hilarion, foi abruptamente afastado do seu posto? O meio de comunicação Tempi oferece uma longa análise desta surpresa no mundo ortodoxo. Brilhante e autónomo – talvez demasiado aos olhos do Patriarca de Moscou – Hilarion, o Ministro do Exterior ortodoxo russo, foi demitido do seu cargo após 13 anos. Uma das razões dadas para esta partida é a tendência do metropolita de manter abertos os canais de diálogo com o Ocidente, enquanto que o Patriarca de Moscou tem estado fechado numa retórica anti-ocidental desde o início da ofensiva russa na Ucrânia. “A partir de agora, Kirill parece claramente alinhado com a vontade de Putin”, lê-se no texto. Mas se o autor do artigo considera que Kirill é “cada vez mais pró-Putin” a partir de agora, ele mesmo prevê que o Patriarca de Moscou poderia ter decidido sobre a partida do seu braço direito para preservá-lo…

Tempi, italiano

A abertura de um centro especificamente para exorcismos pela Arquidiocese de Manila nas Filipinas é “o primeiro do seu género na Ásia”, relata o jornal britânico Daily Mail. O projeto, que foi lançado há sete anos, é uma resposta aos crescentes relatos de “desordens espirituais” nos últimos anos. A arquidiocese explicou que “o estresse mental, emocional, espiritual e físico causado pela pandemia” pode ter proporcionado uma “tempestade perfeita” de possessões nos últimos anos. O centro destina-se a dar formação a padres sobre casos de possessão. O chefe do centro, Padre Syquia, diz ter sido assediado por demónios desde que o local foi lançado.

Daily Mail, inglês


3 – Elizabeth II: a rainha das relações com a Igreja Católica

A Rainha Elizabeth II tem sido fundamental para melhorar as relações com a Igreja Católica no Reino Unido. É isto que este artigo na revista Omnes tende a mostrar, traçando os esforços da Rainha em termos de diálogo com Roma. Em 2014, por exemplo, ela e o seu marido, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, visitaram o Vaticano para assinalar o centenário do restabelecimento das relações diplomáticas entre o Reino Unido e a Santa Sé. A Rainha, que conheceu cinco papas, quatro dos quais como Rainha, teve relações institucionais calorosas com os bispos de Roma, encontrando-se com João Paulo II em três ocasiões. Durante o seu reinado, vários membros da família real escolheram juntar-se à Igreja Católica, tais como Lord Nicholas Windsor, filho do Duque e Duquesa de Kent, que perdeu então o seu direito ao trono. Em 2006, tal como exigido pela Lei do Casamento Real de 1772, teve de obter da Rainha a permissão para o seu casamento com uma mulher católica, o que ela concedeu. A transição de uma época em que o catolicismo era proibido, ou mesmo brutalmente punido, na Grã-Bretanha para a atual aceitação pública da fé, inclusive no seio da família real, é uma grande transição”, salienta o jornalista. E esta transição acelerou-se sob o reinado da mulher que acaba de celebrar o seu Jubileu de Platina.

Omnesmag, francês


4 – Bispo Timmerevers: o caminho sinodal é não uma panaceia

O Bispo Heinrich Timmerevers de Dresden, Alemanha Oriental, será recebido pelo Papa Francisco nos próximos dias. Numa entrevista ao jornal Dresdner Neueste Nachrichten, ele expressa as suas reservas sobre a Via Sinodal, que “certamente não é uma panaceia” para toda a Igreja, mesmo que ele apoie o processo de reforma. Ele está especialmente preocupado com a unidade entre Roma e a Alemanha. “Temos de ter cuidado em todas as mudanças necessárias para não nos virarmos demasiado para nós próprios. A Igreja deve estar ao serviço do mundo. Mas eu não venho ao Vaticano com conceitos prontos, mas com o ouvido aberto”, diz ele. Face às divisões na sociedade, que observa particularmente no seu estado natal da Saxónia, o Bispo Timmerevers assegura-nos que “as nossas raízes religiosas e a compreensão do ser humano que delas deriva oferecem uma enorme oportunidade” para enfrentar as mudanças e evitar uma retirada nostálgica. Ele também quer dizer ao Papa “quão grande é a decepção do povo na forma como a Igreja lidou com o problema dos abusos sexuais” e a necessidade de uma transformação das estruturas para restaurar a confiança.

Katholisch.de, alemão


5 – A história do Corpus Christi

Os católicos celebram a Solenidade do “Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo”, também conhecido como Corpus Christi. O website católico americano The Pillar explica que esta festa teve origem há mais de 800 anos na cidade de Liège (agora na Bélgica) com uma jovem chamada Julienne de Cornillon, que foi canonizada em 1869. Ela está associada a “um movimento de piedade feminina” que varreu a Holanda no século XIII e foi frequentemente associada à devoção eucarística. Diz-se que Cristo lhe disse num sonho para estabelecer um banquete dedicado ao seu Corpo e Sangue. A sua sugestão foi apoiada por muitas figuras eclesiásticas mas também encontrou alguma resistência, de modo que na altura da sua morte, em 1258, a santa tinha atraído apenas a atenção local. Em 1261, James Pantaleon, que tinha apoiado a mensagem de Santa Juliana quando era Arcebispo de Liège, tornou-se Papa Urbano IV e consequentemente tornou a celebração oficial para toda a Igreja em 1264. Para esta nova festa, São Tomás de Aquino compôs três hinos, que ainda hoje são cantados. O artigo explica também que desde o início Corpus Christi foi celebrado numa quinta-feira, mas em 1970 a Sagrada Congregação dos Ritos emitiu novas normas gerais que permitem que a festa seja celebrada num domingo, o que explica porque alguns países e igrejas a celebram em dias diferentes.

The Pillar, inglês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
DiálogoGuerraResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia