Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 04 Dezembro |
São Bernardo, bispo de Parma
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

9 dias para aprender a rezar em casal

COUPLE PRAYING

By Billion Photos | Shutterstock

Hozana - publicado em 17/06/22

A oração gera muitas bênçãos na vida do casal: unidade, harmonia, o viver com e pela fé, o ânimo em meio às tribulações...

A fase do namoro e do noivado são caminhos da providência de Deus que vão nos preparando para o sacramento do matrimônio, que de fato é um chamado para aqueles que o abraçam como ele é, em essência: uma vocação, um estado de vida. Uma vocação por vezes desafiante, mas também santificante e santificadora!

Contudo, para que o casal tenha esse propósito de se amar, com a verdadeira capacidade de amar que vem do Coração de Cristo e de cultivar um olhar missionário, santificador e sacramental, sobre o matrimônio, ele precisa nutrir, desde o período do namoro e do noivado, a prática do diálogo mútuo. Uma outra prática tão essencial quanto é a de buscar uma vida de oração, pois a oração a dois é um trato de amizade do casal com Deus, que é nosso Pai, nosso Salvador, nosso refúgio e nosso amigo, como nos ensina Santa Tereza D’Ávila.

Sabemos que, com o passar do tempo, certamente, ocorrerão dificuldades, esfriamentos, desafios que de certa forma colocarão a prova a alegria e o amor matrimonial. E isso é natural, faz parte da caminhada, como nos atesta a própria Palavra de Deus, na qual aparecem muitas famílias e gerações, desde o Gênesis até o Apocalipse, que viveram histórias de amor e crises familiares, mas que, com a prática da oração, do olhar voltado para o alto e para Deus, a fé e o amor foram fortalecidos e assim conseguiram dar continuidade ao seu compromisso.

A oração na vida matrimonial

Sendo assim, somos chamados a cultivar, na vida matrimonial, essa vida de oração, de diálogo e de amizade com Deus. Não apenas cada um de forma pessoal, mas juntos. Ambos se colocando conjuntamente em oração diante de Deus. O próprio Jesus nos fala sobre a importância da oração em várias passagens bíblicas. Dentre elas podemos destacar as do Evangelho de Mateus, 21, 22, que nos diz: “22. Tudo o que pedirdes com fé na oração, vós o alcançareis” ou ainda no capítulo 26, 41: “41. Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca”.

Devemos sempre ter em mente que essa renovada capacidade de amar não nasce do fato do outro ser perfeito ou fazer tudo que quero e na hora que anseio, ou como eu espero, mas sim nasce, como nos diz a Exortação Apostólica sobre a Alegria Cristã, sempre da maneira de olhar para os homens e para Deus e da busca constante da capacidade de atingir aquilo que há de melhor na alma do outro e a presença divina que é tão próxima de cada coração humano.

Oração e bênçãos

A oração gera muitas bênçãos na vida do casal, dentre elas podemos destacar: unidade, harmonia, o viver com e pela fé, gera fervor, constância e ânimo em meio às tribulações. Homem e mulher que receberam o sacramento do matrimônio se tornam uma só carne. São dois que, unidos e em comunhão com Jesus, tornam-se um. E quando o casal reza junto alcança todas as graças necessárias para si e para sua família. Um casal unido em oração é aquele que constrói sua casa sobre uma base sólida: “Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa: ela porém, não caiu, porque estava edificada na rocha” (Mateus 7, 25)

Nossa história

E foi justamente através dessa vida de oração em comum, e da oração do rosário a Nossa Senhora, já desde a época do namoro, que eu e meu esposo estamos construindo a nossa história que já conta com 18 anos, três filhos e muitos desafios vividos e superados na graça de Deus. “A oração é a mais sólida e indestrutível base de todas as obras”.(São Pio)

No momento que descobrimos gostar um do outro, e antes mesmo de dar o passo para o namoro, já buscávamos sempre rezar juntos e dialogar, falar de forma clara e verdadeira sobre quem somos, o que gostamos, nossos valores, nossa história, e levamos essa postura para dentro do nosso namoro e, depois, para o nosso noivado, e, assim, em tudo que íamos sonhando e nos propondo fazer.

A cada novo passo que ansiávamos em dar, nos colocávamos, antes, em oração para ouvir o que o Senhor já teria sonhado para nós, o que Deus desejava em cada momento para nossa felicidade e santidade. Esforçávamos para em tudo seguir a inspiração que Deus colocava em nossos corações a cada oração que fazíamos juntos, foi assim quando demos o passo no namoro; foi assim quando rezamos e Deus apontou o passo para o noivado, foi assim na preparação para o casamento, na compra do nosso primeiro apartamento, do nosso primeiro carro, nas nossas mudanças de emprego ao longo do tempo, e na chegada de cada filho. 

A oração a dois e em família, juntamente com nossos filhos, renova em nós a disposição de amar, cuidar, perdoar, ajudar e aprender um com o outro, a zelar pelo bem do outro. A oração nos leva a sermos cristãos mais comprometidos com a nossa família, com a Comunidade na qual somos engajados e com a sociedade na qual vivemos. A oração nos faz colocar Deus no centro da nossa família, e, diante de um mundo tão descartável, consumista e materialista, na qual tudo parece ser peso e despesa, conduz-nos a sermos pessoas mais confiantes no amor e na providência de Deus, e a buscarmos investir tempo de qualidade um com o outro.

Vontade de Deus

A oração a dois forja em nossos corações a sede pela vontade de Deus que é sempre boa, agradável e melhor que a nossa, a sede pela Santa Palavra e pelos sacramentos que renovam as nossas forças e nos levam a enxergar juntos, em casa crise, uma oportunidade de melhorar, sedimentar e maturar o vinho da união pois não se vive junto para ser cada vez menos feliz, mas para aprender a ser feliz de maneira nova dentro de cada etapa da vida pois cada crise implica um aprendizado. “A oração é necessária não para que Deus conheça as nossas necessidades, mas para que nós fiquemos conhecendo a necessidade que temos de recorrer a Deus, para receber oportunamente os socorros da salvação” (Santo Tomás de Aquino)

Como é que se faz? O que devemos por em prática? Quanto tempo lhe devemos dedicar? Participe de nove dias de oração e formação para aprender a rezar em casal e receba uma imagem inspiradora, uma Palavra, uma reflexão e uma proposta de ação para o lançar, passo a passo, na aventura da oração conjugal! Clique aqui para participar.

Juliana Mesquita, pelo Hozana

Tags:
CasamentoFamíliaOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia