Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
São Cipriano de Genouillac
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

A cultura do imediatismo e uma geração doente

SPÓŹNIANIE SIĘ DO KOŚCIOŁA

Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 20/06/22

Já ouviu a frase: "Trabalhe enquanto eles dormem, estude enquanto eles se divertem”? Isso até soa bonito, mas quem adota esse tipo de comportamento pode adoecer

Todos nós sabemos que vivemos na cultura do imediatismo. Tudo deve ser para ontem. Entre tantas outras comodidades, hoje, você tem na palma das suas mãos aplicativos para comprar livros em menos de três minutos, aplicativos que oferecem uma refeição no máximo em uma hora sem sair de casa.

Estamos mal acostumados. Por isso, essa cultura do imediatismo nos torna cada vez mais doentes. E a falta de sentido de viver se faz cada vez mais presente dentro dos consultórios de psicologia. 

Aposto que você já deve ter escutado aquelas frases: “trabalhe enquanto eles dormem, estude enquanto eles se divertem”. O fato é que isso até soa bonito, mas é extremamente doentio – e se você adota esse tipo de comportamento você adoece. 

A vida não é uma competição. A vida é como tem que ser PARA VOCÊ. Descanse e trabalhe, divirta-se e estude. Só não deixe a era e a cultura do imediatismo te consumir, a ponto de você perder as coisas mais essenciais desta vida: o seu propósito e o seu sentido de viver. 

Cultura imediatista e líquida

Vivemos em uma cultura imediatista e líquida, em que absolutamente nada foi feito para durar. Afinal de contas, nada exige esforço. É por isso que temos, por exemplo, relacionamentos de três meses assumindo um compromisso de noivado para um futuro matrimônio. E sinto muito desapontá-los, mas esse comportamento faz parte dessa onda imediatista e, por isso, a chance de não dar certo é grande. Relato isso aqui não por puro achismo, mas por experiência clínica. Todos os dias eu atendo corações quebrados e machucados. 

Estamos tão acostumados com o imediatismo que exigimos das pessoas com que nos relacionamos coisas imediatas. Não sabemos esperar e até – muitas vezes – perdemos a capacidade de perceber e respeitar o tempo do outro, que não é o mesmo tempo que o nosso.

Imediatismo e doença  

A era do imediatismo nos adoece. Somos uma geração doente, em busca de algo que nos dê um pouco mais de sentido, sem perceber que estamos indo na direção contrária do que buscamos. 

Mas é possível viver dentro de uma cultura assim e não deixar com que ela defina os padrões e comportamentos para a sua vida. Como? Volte um pouco, e comece a se lembrar das coisas difíceis, quando não existia iFood, Kindle, e entre tantos outros aplicativos que facilitavam um pouco mais a nossa vida.

Volte-se à essência. Volte-se à simplicidade e à luta para conquistar o que mais deseja. Será árduo, uma luta dura contra uma cultura que entrega coisas em um clique. 

Nunca se esqueça: é preciso voltar ao início. É preciso esforço. É preciso força para não ceder à cultura do imediatismo que só adoece.

Encontrar o propósito de viver

Uma espera, um descanso e o fato de não precisar competir com outras pessoas devolverão a você o sentido e o seu propósito de viver.

É na simplicidade que enxergamos que precisamos de pouco para ser feliz. 

Portanto, tenha a coragem de nadar contra a maré. Tenha a coragem de assumir a vida que você quer viver – e não ter vergonha disso. 

Chega de romantizar coisas que não devem ser romantizadas e que consomem a sua saúde. Assuma e banque com o que faz sentido para você – e você verá sua vida se transformar. 

Para ler mais conteúdos como este, clique aqui e siga a psicóloga Talita Rodrigues no Instagram

Tags:
InternetPsicologiatempo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia