Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Bispo dissolve comunidade controversa

Catedral de Toulon

Sam and Brian I Shutterstock

Cathédrale de Toulon.

Valdemar De Vaux - publicado em 23/06/22

A 2 de Junho, Roma havia pedido a um bispo francês que adiasse as ordenações previstas para o final do mês

Desde 2 de Junho, o Vaticano não tem se pronunciado. Contudo, a decisão de suspender a ordenação de quatro sacerdotes e seis diáconos prevista para o dia 26 de junho na diocese de Fréjus-Toulon, na França, é rara. Entre as explicações apresentadas desde então, que permanecem especulações, está a questão da recepção em Toulon, por D. Dominique Rey, de numerosos membros de novas comunidades com falta de discernimento ou de acompanhamento.

Alcuin Reid, que chegou à província em 2009, é um beneditino de Melbourne, ligado à liturgia antiga. Antes disso, trabalhou numa abadia no sul de Inglaterra. Parece que em ambos os locais a sua presença não foi bem recebida. No entanto, o D. Rey aceitou fundar uma “comunidade monástica internacional” sob o nome de “Monastère Saint-Benoît”, recentemente estabelecida em Brignoles. O objetivo era viver de acordo com a antiga Regra do pai do monaquismo ocidental, mantendo-se ao mesmo tempo vinculados à forma extraordinária do rito romano. No entanto, não é uma abadia no sentido próprio do termo, mas uma associação pública de fiéis erigida em 2019. Uma forma canónica bastante flexível e sob o patrocínio do bispo diocesano.

Desobediência obstinada

O Bispo Rey, tal como outros bispos, criou muitas associações públicas de fiéis. De fato, elas proporcionam um enquadramento para as obras realizadas pelos leigos e promovem assim numerosas iniciativas missionárias. No entanto, o Vaticano parece pensar que a criação destes grupos deveria ser melhor supervisionada: este é o objetivo de um decreto publicado a 15 de Junho por Roma, que exige que qualquer estabelecimento de uma associação pública de fiéis seja validado por um documento escrito da Santa Sé.

Cinco dias antes, sem muita publicidade, o Bispo Rey publicou um decreto a 10 de Junho suprimindo a associação “Monastère Saint-Benoît”. Para além de não dar os frutos esperados, a presença de Alcuin Reid e da sua comunidade levantou questões. Estas questões revelaram-se corretas: a 20 de Abril, o australiano foi ordenado sacerdote – e outro diácono – de forma ilícita, sem a autorização do bispo de Toulon, de quem dependem. Assim que o assunto foi tornado público, pelos próprios interessados, o Bispo Rey suspendeu-os. Perante a sua “obstinada desobediência” e a sua recusa em explicar-se, em particular dando a identidade do bispo ordenante, a sua associação foi dissolvida.

Tags:
BisposIgrejaReligiosos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia