Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Agosto |
Bem-aventurado Gabriel Maria de Benifayó
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

EUA: incoerente como católico, Biden ataca decisão da Suprema Corte e quer nova lei pró-aborto

JOE BIDEN

Michael F. Hiatt - Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 24/06/22 - atualizado em 24/06/22

"Os Estados Unidos voltam 150 anos no tempo", dramatizou o presidente democrata

Dando nova mostra inequívoca da sua incoerência como alegado católico, o presidente democrata norte-americano Joe Biden atacou a decisão tomada hoje pela Suprema Corte dos Estados Unidos ao derrubar a legislação pró-aborto que, mesmo inconstitucional e baseada em uma farsa, permanecia vigente no país desde 1973.

Declarando que é preciso criar uma nova lei pró-aborto, Biden dramatizou ao tachar a decisão da Suprema Corte de “ideologia extremista” e ao afirmar que, por causa dela, “os Estados Unidos voltaram 150 anos no tempo”.

Com o reconhecimento da inconstitucionalidade da sentença que havia legalizado o aborto em todo o território do país, os Estados da federação norte-americana recuperam agora a autonomia para legislar sobre o assunto.

O presidente democrata repetiu que fará tudo o que estiver ao seu alcance para “proteger a saúde das mulheres”, recorrendo aos surrados clichês com que a esquerda vende a mentira de que o aborto seria uma “solução de saúde pública”. A propósito da falsidade desta narrativa, confira os artigos recomendados ao final desta matéria.

Sustentando que “o governo não pode interferir na decisão feita entre uma mulher e o médico”, Joe Biden afirmou sobre a decisão formalizada hoje pela Suprema Corte:

“Este é o resultado de décadas de tentativas de acabar com essa lei. É uma ideologia extrema. A Suprema Corte fez algo que nunca havia feito antes, que é retirar um direito constitucional dos americanos. Os Estados Unidos voltam 150 anos no tempo. As mulheres podem ser punidas por quererem proteger a própria saúde, ou os médicos serão criminalizados por realizar o seu dever de cuidar”.

Tags:
AbortoIdeologiaPolíticaVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia