Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 27 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Imagem de Jesus Misericordioso: 88 anos de história, fé e devoção

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Tableau miséricorde divine

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 28/06/22

Em várias aparições à Santa Faustina, Jesus prometeu graças especiais aos que venerarem esta imagem

A história da imagem de Jesus Misericordioso começa em 22 de fevereiro de 1931. Foi quando Cristo apareceu à Santa Faustina e lhe pediu que fosse pintada uma imagem da maneira como ela O via naquele momento.

Nosso Senhor também pediu que o quadro contivesse a seguinte inscrição: “Jesus eu confio em vós“.

É o que descreve Santa Faustina em seu Diário:

“À noite, quando me encontrava na minha cela, vi Nosso Senhor vestido de branco. Uma das mãos erguida para abençoar, enquanto a outra tocava-Lhe a túnica sobre o peito. Da túnica entreaberta sobre o peito saíam dois grandes raios, um vermelho e o outro pálido. Em silêncio, eu contemplava o Senhor. A minha alma estava cheia de temor, mas também de
grande alegria. Logo depois, Jesus me disse: ‘Pinta uma imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a inscrição: Jesus, eu confio em Vós. Desejo que essa Imagem seja venerada primeiramente na vossa capela e depois no mundo inteiro'”. 

(Diário de Santa Faustina, 47)

O quadro de Jesus Misericordioso

Santa Faustina, a princípio, sofreu com este pedido de Jesus, pois ela não sabia pintar. Nosso Senhor, então, recomendou que ela procurasse um pintor para fazer o trabalho. Assim, por sugestão de seu confessor, ela confiou a pintura ao artista Eugeniusz Kazimirowski. Depois de seis meses, em junho de 1934, o quadro ficou pronto.

Entretanto, apesar de ter acompanhado de perto o trabalho, Santa Faustina ficou frustrada com o resultado. Ela chegou a chorar, dizendo que ninguém conseguiria retratar Jesus com a beleza que ela vira nele. Mas Jesus lhe consolou:

“Em determinado momento, quando fui à casa daquele pintor que está pintando a imagem e vi que ela não era tão bela como é Jesus, fiquei muito triste com isso, mas escondi essa mágoa no fundo do meu coração. Quando saímos da casa do pintor, a Madre Superiora ficou na cidade para resolver diversos assuntos e eu voltei para casa sozinha. Imediatamente dirigi-me à capela e chorei muito. Disse ao Senhor: ‘Quem Vos pintará tão belo como sois?’. Então ouvi estas palavras: ‘O valor da imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na minha graça.'”

(Diário de Santa Faustina, 313)

O quadro atualmente encontra-se no Santuário da Divina Misericórdia, em Vilnius.

Promessas de graças especiais

Jesus revelou à Santa Faustina a importância da veneração da imagem e prometeu graças especiais àqueles que o fizerem. Ele disse à santa polonesa:

  • “(…) Por meio dessa Imagem concederei muitas graças às almas; que toda alma tenha, por isso, acesso a ela” (Diário, 570);
  • “(…) Por meio desta Imagem concederei muitas graças às almas. Ela deve lembrar as exigências da Minha Misericórdia, porque mesmo a fé mais forte de nada serve sem as obras” (Diário, 742);
  • “Já há muitas almas atraídas ao Meu amor através da Imagem. A Minha Misericórdia atua nas almas através desta obra” (Diário, 1379).

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
DevoçãoDivina MisericórdiaJesusMisericórdia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia