Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Por que seguir Jesus?

NATURE

jianbing Lee | Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 28/06/22

Entenda por que aquilo que entendemos como crucial nas nossas vidas precisa ser escolhido imediatamente, sem adiar

O Evangelho de São Mateus nos diz:

“Certo dia, vendo-se no meio de grande multidão, ordenou Jesus que o levassem para a outra margem do lago. Nisso aproximou-se dele um escriba e lhe disse: ‘Mestre, eu te seguirei para onde quer que fores’. Respondeu Jesus: ‘As raposas têm suas tocas e as aves do céu, seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça’. Outra vez um dos seus discípulos lhe disse: ‘Senhor, deixa-me ir primeiro enterrar meu pai’. Jesus, porém, lhe respondeu: ‘Segue-me e deixa que os mortos enterrem seus mortos.'”

(Mateus 8,18-22)

Mas por que seguir Jesus? Esta é a questão colocada pelo Evangelho. A cena descrita por Mateus tem dois lados: Por um lado, um homem que declara que quer seguir Jesus, mas Ele responde com uma espécie de recusa:

“As raposas têm suas tocas e as aves do céu, seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça.”

A resposta é clara: Jesus não é uma almofada confortável sobre a qual se possa adormecer. Ele não é um analgésico barato, nem uma forma de fugir da fadiga da vida, mas exatamente o oposto.

Seguir Jesus significa assumir a responsabilidade por todo o drama da vida e ter a coragem de enfrentar a realidade. Neste sentido, é assumir um modo de vida bastante exigente.

Por outro lado, a segunda parte deste trecho do Evangelho fala-nos de um discípulo que pede uma condição única, aparentemente plausível, para seguir Jesus, mas o mestre responde:

“Segue-me e deixa que os mortos enterrem os seus mortos”.

Há sempre razões sensatas para deixar para mais tarde algumas das coisas que importam na vida, mas, frequentemente, por trás dessas razões escondemos o nosso medo de tomar decisões e de nos tornarmos verdadeiros adultos. Jesus não está a insultar os pais do jovem, mas está apontando o tipo de raciocínio sobre a morte que ele utilizou.

Enfim, o que entendemos como crucial nas nossas vidas precisa de ser escolhido imediatamente, sem adiar.

Tags:
BíbliaevangelhoJesus
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia