Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 09 Agosto |
Santa Teresa Bendita da Cruz (Edith Stein)
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Militância pró-aborto ataca lugares pró-vida após restrições ao aborto nos EUA

Suprema Corte dos EUA

By Konstantin L | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 30/06/22 - atualizado em 01/07/22

Entre os alvos estão igrejas católicas, monumentos pró-vida e até centros para gestantes

Tolerância? Amor? Direitos humanos? A narrativa da militância pró-aborto alegava “nobres preocupações” nos seus discursos eufemísticos em defesa do livre extermínio de bebês em gestação, mas a pele de cordeiro caiu rapidamente após a recente decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos: os juízes reconheceram a inconstitucionalidade da sentença que, baseada em uma farsa, havia legalizado o aborto em todo o território do país em 1973.

A “tolerância”, o “amor” e os “direitos humanos” pregados pelos militantes abortistas já vinham sendo demonstrados mediante ataques a igrejas católicas, monumentos pró-vida e até centros para gestantes desde semanas antes da anulação da famigerada sentença Roe versus Wade, de 1973. Após a confirmação da decisão dos juízes por derrubá-la, na sexta-feira passada, 24 de junho, a violência da militância abortista só piora.

O centro LifeChoice, em Winter Haven, na Flórida, foi pichado com frases pró-aborto ainda no sábado, 25. Sua diretora, Lyndsy Flanagan, declarou à agência católica de notícias CNA que os vândalos também danificaram câmeras de segurança. Eles escreveram frases como “A vingança de Jane”, “Jane esteve aqui”, “Aborto para todos”, “Seu tempo acabou”, “Estamos indo atrás de você” e “Estamos em todos os lugares”. A “Jane” em questão é uma referência ao pseudônimo “Jane Roe”, atribuído a mulheres cuja identidade se pretende preservar.

A diretora do centro pró-vida afirmou não poder divulgar mais informações a pedido do FBI, já que a investigação está em andamento. Mas comentou: “Por ser um grupo nacional que poderia estar envolvido nisso, nos pediram para tratar com muito cuidado todos os detalhes do que sabemos com base no vídeo”.

Cristãos locais se ofereceram para pintar o centro já na última segunda-feira.

Situações semelhantes ocorreram com outros centros para gestantes, como o Heart to Heart, em Cortez, no Colorado, assim como com monumentos pró-vida, como uma cruz memorial em South Bend, Indiana: a frase “em memória das crianças abortadas” foi encoberta por uma frase pró-aborto.

Entre as igrejas atacadas, destacam-se a da Ascensão, em Manhattan, pichada com frases pró-aborto, e a de St. Anthony em Renton, Washington, que teve as janelas quebradas e a frente também pichada com ameaças e lemas abortistas.

Tags:
AbortoIdeologiaintoleranciaViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia