Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 09 Agosto |
Santa Teresa Bendita da Cruz (Edith Stein)
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Será que o Papa Francisco “ofendeu” os católicos americanos?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
DURING POPE FRANCIS mass for the 10th World Meeting of Families

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 30/06/22

O seu resumo das principais notícias do dia: uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

1 – Será que o Papa Francisco “ofendeu” os católicos americanos?
2 – Encontro Mundial das Famílias: vida real, não varinhas de condão
3 – Dança indiana e liturgia católica
4 – O sínodo alemão contamina toda a Igreja, sem que o Papa ponha entraves
5 – O futuro da Igreja Católica Americana é latino


1 – Será que o Papa Francisco “ofendeu” os católicos americanos?

Paul Baumann, editor da revista liberal católica americana Commonweal, responde às críticas ao Papa Francisco por parte dos católicos conservadores dos Estados Unidos. Dizem que o pontífice está a confundir os fiéis e deveria ter elevado o Arcebispo José Gomez, de Los Angeles, à categoria de cardeal em vez do Bispo Robert McElroy, de San Diego. Um padre crítico diz que a decisão “insultou e ofendeu o bispo Gomez, a hierarquia americana e todos os americanos que são fiéis à ‘sua fé católica tradicional'”. Baumann, por outro lado, diz que “nada” que tenha lido o leva a acreditar que o Bispo McElroy tem algo diferente do que uma “fé católica ortodoxa”. Além disso, ele assinala que, embora bispos e cardeais possam discordar em muitas coisas, “Francisco quer que eles, e todos os católicos, falem aberta, honesta e humildemente sobre estas discordâncias. “Por que fingir que os católicos não debatem honestamente quando se trata de questões relacionadas com a homossexualidade, a ordenação das mulheres”, pergunta o autor, ao mesmo tempo que salienta que o que ele considera “pouco convincente sobre os defensores de ambos os lados destas disputas é o pressuposto de que as respostas a estas questões são todas evidentes e inquestionáveis”. Quanto à tendência do pontífice argentino para ser vago e ambíguo, Baumann argumenta que estes aspectos têm “os seus usos prudenciais” e que “o que Jesus tinha a dizer também nem sempre era imediatamente claro”.

Commonweal, inglês

“Não há qualquer pretensão de traçar um perfil de uma família ou casal ideal… Nem há qualquer pretensão de indicar uma receita pronta, um projeto pastoral mágico capaz de dissolver incertezas, dúvidas, fragilidades, armadilhas… mas muitas propostas, sim, muitas boas ideias”. Estas são as palavras de Luciano Moia, editor da revista mensal de L’Avvenire dedicada à família, que resume o Encontro Mundial das Famílias que teve lugar em Roma de 22 a 26 de Junho. O editorialista observa “uma profunda mudança nas perspectivas pastorais impulsionadas pelo Papa Francisco”, mas também a “desorientação registrada numa parte da Igreja, chamada a abandonar a tranquilidade de ‘sempre o fizemos desta forma'”. Numa altura em que o número de casamentos está a ruir e o número de separações a explodir, salientou, “era urgente, dramaticamente urgente, encontrar a coragem de indicar uma nova forma de acompanhar famílias cada vez mais feridas, casais cada vez mais incertos, jovens cada vez menos atraídos”. Para tal, como pede o Papa, devemos “deixar de lado a teoria e concentrar-nos na vida concreta das pessoas”, a fim de “compreender como e onde concentrar os esforços pastorais para sermos mais eficazes”. No final, após estes quatro dias de encontro, Luciano Moia vê “muita esperança”.

Avvenire, italien


3 – Dança indiana e liturgia católica

Cultura de dança clássica indiana na celebração tradicional do Sagrado Coração? O jesuíta indiano e bailarino Saju George trouxe paroquianos em Graz, Áustria, para uma forma especial de oração numa missa dirigida pelo seu grupo de dança. Os sete intérpretes de Calcutá, vestidos com trajes indígenas tradicionais e adornados com sinos de tornozelo, louvaram e glorificaram a Deus com cada fibra do seu corpo: para a entrada, ao longo do eixo central da igreja, acenando fitas vermelhas e amarelas que simbolizavam o Espírito, como línguas de fogo, como gritos de alegria; para a primeira leitura, gestos de louvor à criação e ao Criador, e assim por diante… Para Feinschwarz, estes dançarinos, que fizeram da animação litúrgica a sua missão, convidam-nos a questionar os movimentos de culto, que exprimem “outra dimensão da nossa expressão humana… para além do canto”: na dança, o coração fala mais do que a cabeça. Esta forma de arte centra-se “em algo escondido dentro do ser humano: o coração” – e emoções, louvor e glória, medo, queixa e tristeza, alegria. Assim, as danças do grupo indiano “mostraram que o que é mais íntimo pode ser expresso por todo o corpo”.

Feinschwarz, allemand


4 – O sínodo alemão contamina toda a Igreja, sem que o Papa ponha entraves

O experiente perito do Vaticano Sandro Magister, num post traduzido no website Diakonos, deplora o fato de o Papa, consciente dos problemas colocados pelo caminho sinodal alemão desde que enviou uma carta em Junho de 2019 aos católicos alemães, ter desde então permitido que este movimento “seguisse o seu curso sem tentar atrasá-lo ou miná-lo, mesmo que apenas para ouvir os gritos de alarme”. O italiano também acredita que o sínodo da Igreja particular alemã corre o risco de acabar no sínodo universal sobre a sinodalidade, encabeçado pelo “trio claramente progressivo” dos Cardeais Grech e Hollerich e da Irmã Nathalie Becquart. Ele observa que a “contaminação” já teve lugar em França, Irlanda, Suíça e Itália, com a “carta branca” concedida pelo Papa. Ele vê os dois cardeais-designados Robert McElroy de San Diego e Leonardo Steiner de Manaus como “paladinos desta revolução doutrinal”. E Sandro Magister salienta que o Cardeal Kasper alerta agora contra o risco da Igreja Católica “se transformar numa espécie de sínodo permanente, a pedido da base, ou seja, da cultura dominante”.

Diakonos, francês


5 – O futuro da Igreja Católica Americana é latino

A revista jesuíta America assinala que os latinos constituem 40% dos membros das paróquias dos EUA, e que esta taxa está prevista para aumentar, uma vez que a maioria dos católicos com menos de 30 anos nos EUA são da América Latina. O bilinguismo inglês-espanhol é um importante desafio pastoral, tendo em conta que os jovens são geralmente mais anglófonos do que os seus pais. As atividades intergeracionais, em vez de visarem um grupo etário, podem ser uma boa forma de envolver as famílias latinas, que estão geralmente habituadas a viver as suas atividades em conjunto de uma forma menos segmentada do que outras categorias da população. A referência a figuras conhecidas como São Oscar Romero e a devoção à Virgem de Guadalupe são necessárias, mas também se deve ter o cuidado de promover a liderança juvenil num contexto de crescente desprendimento da juventude americana de qualquer filiação religiosa. Um esforço deve ser feito pela Conferência Episcopal Americana sobre a questão do diálogo intercultural.

America, inglês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Papa FranciscoResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia