Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Deus faz o que os outros evitam: Ele ama o que é difícil de amar

MANI, COPRIRE, VOLTO

I.Dr | Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 03/07/22

"Pois eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores". O olhar de Jesus não censura nada de nós; ele vem para nos chamar para fora da nossa escuridão

Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu.

A pessoa em questão é a mesma pessoa que escreveu o Evangelho que estamos a ler. Teria sido bom ter mais alguns detalhes sobre o que aconteceu naquele momento. Mas penso que a discrição com que esta chamada é contada nos lembra que há coisas que são difíceis de encapsular numa narrativa.

Se alguém lhe perguntar porque ama alguém, pode responder de muitas maneiras mas no final tem de aceitar que há algo misterioso no âmago desse amor que nenhuma quantidade de raciocínio ou palavras pode captar. Devemos educar-nos para respeitar este núcleo de intimidade que habita dentro de nós e deixar de querer analisar sempre tudo.

O Evangelho prossegue então para nos falar do escândalo causado por Jesus colocar-se à mesa com os pecadores. Como pode um homem justo colocar-se em pé de igualdade com um homem impuro? É o princípio religioso mais difundido no mundo: o puro deve manter-se afastado daquilo que o torna impuro. Jesus traz uma novidade radical:

“Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. Ide e aprendei o que significam estas palavras: Eu quero a misericórdia e não o sacrifício (Os 6,6). Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.”

O amor de Deus não é como de alguma categoria religiosa perdida, pelo contrário, realiza inesperadamente aquilo que outros cuidadosamente evitam: ama o que não é amável e, por isso mesmo, salva-o.

Evangelho de Mateus 9, 9-13

Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu. Como Jesus estivesse à mesa na casa desse homem, numerosos publicanos e pecadores vieram e sentaram-se com ele e seus discípulos. Vendo isto, os fariseus disseram aos discípulos: “Por que come vosso mestre com os publicanos e com os pecadores?” Jesus, ouvindo isto, respondeu-lhes: “Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. Ide e aprendei o que significam estas palavras: Eu quero a misericórdia e não o sacrifício (Os 6,6). Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.”

Tags:
BíbliaMeditaçãoOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia