Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Brasil: padre faz grave alerta sobre “pecado característico” da era atual

pecado característico

Strong Pictures | Shutterstock

Pe. José Eduardo - Reportagem local - publicado em 04/07/22

Segundo algumas interpretações, estaríamos na quinta era da Igreja, correspondente à da Igreja de Sardes segundo o Apocalipse

O pe. José Eduardo de Oliveira compartilhou via rede social uma séria advertência sobre o “pecado característico” da atual era da Igreja, que, segundo algumas interpretações, já seria a quinta: ela corresponderia à era da Igreja de Sardes, de acordo com o Apocalipse. Embora o pe. José Eduardo não se atenha a essa interpretação por razões de cautela, ele concorda com a identificação de qual seria esse “pecado característico”.

Eis o comentário do sacerdote brasileiro:

“Segundo o Venerável Padre Bartholomew Holzhauser, nós estaríamos na quinta era da Igreja, que corresponderia à da Igreja de Sardes, de acordo com o Apocalipse. Não sei exatamente se concordo ou não com essa visão, pois sou muito cauteloso com interpretações escatológicas.

Contudo, há uma coisa naquilo que ele diz que é muito séria: o pecado característico desta era da Igreja seria a ‘impenitência’.

Se já Pio XII dizia que ‘o pecado do século é a perda do sentido do pecado’ e João Paulo II interpretava essas palavras como a atual versão massificada do ‘pecado contra o Espírito Santo‘, a dureza de coração, o que dizer dos nossos dias, em que passamos de uma dureza à glorificação mesma do pecado?

Se a missão do Espírito Santo é ‘convencer o mundo do pecado’, conforme ensinou Jesus Cristo na Última Ceia, a impenitência é a completa impermeabilização para a graça, a maior desgraça que podemos verificar, uma oposição cega à verdade, uma resistência voluntária à vontade de Deus”.

O pe. José Eduardo passa então à proposta de reação:

“O que fazer?

O Espírito Santo conclama esta geração segundo as palavras do Profeta Joel: ‘Tocai a trombeta em Sião, promulgai um santo jejum, proclamai uma assembleia solene. Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, reuni os filhinhos e os que mamam; saia o noivo da sua recâmara, e a noiva, do seu aposento. Chorem os sacerdotes, ministros do Senhor, entre o pórtico e o altar, e orem: Poupa o teu povo, ó Senhor, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele” (Joel 2,15-17)”.

Por fim, o sacerdote alerta:

“O derramamento do Espírito Santo profetizado nos versículos seguintes é condicional a este arrependimento anterior. Mas, quem estará disposto a pagar o preço destas lágrimas, deste clamor e deste derramar de sangue?

Na verdade, esta geração que ostenta a sua rebeldia contra Deus e contra a sua Lei é apenas a gestação de um corpo de iniquidade, cuja cabeça será um dia solenemente entronizada: o anticristo, o homem da iniquidade, o filho da perdição”.

Tags:
BíbliaDoutrinaHistória da IgrejaIgrejaPecado
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia