Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

O Papa Francisco não renunciará agora

POPE FRANCIS AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA | I.MEDIA

Agnès Pinard Legry - publicado em 05/07/22

O Papa Francisco não se demitirá num futuro próximo, disse o perito do Vaticano Philip Pullella da Reuters, que se encontrou com o Papa Francisco no sábado 2 de Julho. Ele poderia renunciar um dia devido a doença, "mas só Deus sabe quando"

O vaticanista da Reuters, Philip Pullella, encontrou-se com o Papa Francisco no sábado 2 de Julho de 2022. Na entrevista de 90 minutos, o Papa respondeu aos rumores sobre uma possível renúncia em agosto, explicando que nunca lhe tinha passado pela cabeça. Ele poderia renunciar um dia devido à doença, “mas só Deus sabe quando”, relatou o jornalista. O pontífice de 85 anos de idade também rebate com bom humor os rumores de um câncer “descoberto” durante a operação ao cólon em Julho de 2021, assegurando que os médicos “não lhe disseram absolutamente nada sobre o assunto”.

Outro ponto de especulação é que o Papa Francisco viajará no domingo 28 de Agosto para a cidade italiana de L’Aquila, onde se encontra o túmulo do Papa Celestino V, o último papa a renunciar voluntariamente antes de Bento XVI. Em 2009 – quatro anos antes da sua renúncia – o papa alemão visitou a cidade devastada pelo terremoto e colocou o seu pálio sobre o túmulo de Celestino V, um gesto que foi visto em retrospectiva como um sinal da sua renúncia. Respondendo a uma pergunta sobre a especulação de que tal gesto levaria à sua renúncia, Francisco respondeu: “Todas estas coincidências fizeram algumas pessoas pensar que a mesma ‘liturgia’ iria acontecer […] Mas isso nunca me ocorreu. De momento não, de momento não. Realmente!”

Especulações

Há vários meses que a saúde do Papa tem vindo a preocupar os fiéis e os meios de comunicação social do mundo. Nunca a sua saúde foi tão comentada como durante o seu nono ano como Papa. Há um ano atrás, em Julho de 2021, o Papa Francisco foi submetido a uma grande operação de cólon. Hospitalizado durante dez dias após uma anestesia geral, confidenciou mais tarde que os médicos tinham removido 33 centímetros do seu intestino. Um mês mais tarde, rejeitou os rumores de uma renúncia por razões de saúde, informações que uma ala da imprensa italiana estava a vender. “Quando o Papa está doente, há sempre uma brisa ou um furacão de conclave”, disse ele ironicamente.

“Quero viver a minha missão até que Deus me permita”, disse o Papa Francisco a um grupo de bispos brasileiros reunidos no Vaticano a 20 de Junho de 2022. Esta confiança surge numa altura em que os rumores sobre a renúncia do pontífice se intensificaram nas últimas semanas. Mais recentemente, em Maio passado, o Papa, dirigindo-se aos bispos italianos durante a sua assembleia plenária, disse-lhes que “para governar, diz-se que se deve ter a cabeça e não as pernas”.

Tags:
DoençaIdososIgrejaPapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia