Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Como a visita do Papa ao Iraque abriu o país ao turismo

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
EN_01462536_5549.jpg

-/AFP/East News

I.Media para Aleteia - publicado em 05/07/22 - atualizado em 05/07/22

O seu resumo das principais notícias do dia: uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Terça-feira, 5 de Julho de 2022

1 – Como a visita do Papa ao Iraque abriu o país ao turismo internacional
2 – Uma revisão evangélico-protestante da nova Constituição
3 – Homenagem a um padre que morreu na Indonésia após 50 anos de promoção do diálogo
4 – Paróquia de Córdoba procura apoiar os cuidados paliativos como alternativa à eutanásia
5 – O regresso ao Haiti de um missionário francês sequestrado em 2021


1 – Como a visita do Papa ao Iraque abriu o país ao turismo internacional

E se a imagem do Iraque estivesse a mudar, graças em parte ao Papa Francisco? Recentemente, dezenas de influenciadores do Youtube e profissionais da comunicação social visitaram o Iraque e destacaram este país marcado por anos de guerra. Algumas das suas produções desmistificam uma série de estereótipos associados ao país árabe e realçam características históricas, culturais e artísticas pouco conhecidas. Asianews relata que a viagem histórica do Papa Francisco em Março de 2021 teve um grande impacto na indústria do turismo, “estimulando o interesse dos visitantes estrangeiros, tanto na região como fora dela”.

AsiaNews, inglês

O pastor protestante italiano Leonardo De Chirico examina a nova constituição da Santa Sé Praedicate Evangelium, que ele vê como um “cartão de identidade” do Vaticano, mas também como uma representação da “ligação inerente entre a visão teológica e a perspectiva institucional da Igreja Romana”. Ele olha com interesse para a dimensão propriamente sinodal da reforma realizada pelo pontífice, que visa “encurtar a distância entre Roma e as Igrejas particulares”. Para tal, o Papa “quer que a missão esteja no centro da vida institucional do Vaticano” e consequentemente coloca a ênfase na evangelização, antes da doutrina e da caridade. “A Cúria já não deve ser principalmente uma estrutura defensiva guiada por um cão de guarda doutrinal, mas deve tornar-se um veículo externo ao serviço da missão da Igreja”. Ele vê isto como uma “modificação genética” herdada do Vaticano II, mas sublinha a especificidade da abordagem adotada por Francisco ao analisar a sua última encíclica, Fratelli tutti.

Evangelical Focus, inglês


3 – Homenagem a um padre que morreu na Indonésia após 50 anos de promoção do diálogo

O Padre John Mansford Prior, falecido a 2 de Julho, nasceu e cresceu em Inglaterra, mas passou a maior parte da sua vida na Indonésia como um importante académico e teólogo, promovendo o diálogo inter-religioso e os estudos bíblicos em particular. Nascido em 1946, foi ordenado em 1972 como sacerdote missionário da Sociedade do Verbo Divino (SVD). No ano seguinte chegou a Flores, uma ilha no leste da Indonésia, onde cerca de 90% da população é católica, embora seja uma religião minoritária no país, onde a maioria da população é muçulmana. Desde então, fundou e dirigiu várias paróquias em Flores e concentrou o seu trabalho na promoção e estudo do diálogo intercultural e inter-religioso. Em 2008, conduziu um seminário na Austrália intitulado “Understanding Islam Today: Faces and Feelings behind the Headlines”. O autor do artigo sublinha a necessidade de um diálogo e compreensão permanentes entre muçulmanos e cristãos. Ele faz eco do lamento do Padre Prieur de que “hoje em dia, estes laços íntimos são infelizmente difíceis de estabelecer devido à politização de quase todas as dimensões das relações muçulmano-cristãs”. “O diálogo e a paz foram prioridades da missão do Padre Prior ao longo da sua vida, como ele provou através das suas palavras, escritos e acções […] A sua morte é uma perda irreparável para a teologia e sociologia da região. Mas as suas grandes contribuições como padre missionário e estudioso deixam um legado de ouro”, conclui o jornalista.

UCA News, inglês


4 – Paróquia de Córdoba procura apoiar os cuidados paliativos como alternativa à eutanásia

Com a eutanásia legalizada na Espanha em 2021 e imediatamente posta em prática, três mulheres que há muito defendem a vida desde a concepção até à morte natural uniram forças com o pároco de Nossa Senhora da Consolação em Córdoba para criar a Fundação Contigo siempre, com a qual oferecerão cuidados médicos especializados e acompanhamento a todos os doentes terminais que o solicitem. O objetivo é prestar cuidados em casa, tendo em conta as necessidades médicas e espirituais dos pacientes e procurando aliviar as famílias, prestando cuidados de cabeceira quando os seus entes queridos precisam de uma pausa ou descanso. Para a equipe da Fundação Contigo Siempre, “por vezes não se pode fazer muito em relação à doença, mas pode-se sempre fazer algo pelo doente”. Já começaram a recolher o material necessário para aliviar o sofrimento no fim da vida, tais como cadeiras de rodas, camas articuladas e colchões especiais. Um dos membros explica que a associação é totalmente católica, mas está disponível a todas as pessoas. “Só queremos transmitir o amor de Deus a todos aqueles que dele necessitam, e àqueles que o pedem, nós ajudá-los-emos a encontrar Deus. Queremos que os doentes morram em paz com a esperança de encontrar do outro lado a ternura que receberam nos seus últimos dias aqui”, conclui.

Alfa & Omega, espanhol


5 – O regresso ao Haiti de um missionário francês sequestrado em 2021

“Uma terra que conquistou o seu coração e quase lhe tirou a vida”: é assim que o jornal Ouest-France descreve a ligação do padre missionário bretão Michel Briand ao Haiti, que aos 68 anos de idade regressará em breve à ilha onde foi baleado e sequestrado por um bando criminoso. Apoiado pela associação Ouest-France Solidarité, pretende permanecer fiel ao povo que o acolheu durante 37 anos. “É uma história de amor. Descobri um povo benevolente que aspira à mudança. Chegado ao Haiti em 1986, este missionário da Sociedade de Padres Santiago serviu durante vinte anos em várias localidades. No final de Agosto de 2015, foi baleado por um assaltante. Após ter sido hospitalizado na França, regressou, e foi sequestrado com outras nove pessoas em 2021, e libertado após várias semanas. “Apesar do que sofri, permaneço e trago a minha pequena pedra à esperança”, diz o Padre Briand. Enquanto os haitianos vivem “com medo de serem sequestrados”, ele acredita que o povo deve encontrar esperança: “Não é o dinheiro que pode salvar o país, é a alma haitiana”.

Ouest-France, francês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
IraquePapa FranciscoResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia