Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Sucesso das pulseiras de São Bento leva empreendedoras a investir no franchising

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pulseiras de São Bento

Cortesia / Santo Santo Santo

Ricardo Sanches - publicado em 06/07/22 - atualizado em 06/07/22

Por serem negócios de nicho, os empreendimentos religiosos tendem a ter públicos engajados e gerar comunidades em torno das marcas

Há alguns anos, a empreendedora Ana Paula Ribeiro Cury ganhou de presente da irmã, Ana Cristina, uma pulseira de silicone de São Bento, pois ela era devota do santo. O presente fez sucesso, inclusive, entre amigos e parentes. Foi quando surgiu a ideia de revender as peças.

Ana Paula usou os R$ 2.700 que tinha guardado na poupança para comprar uma boa remessa de pulseiras de silicone com o emblema da cruz sagrada de São Bento. A princípio começou vendendo da própria casa, porém o negócio decolou e, depois de um ano, foi necessário alugar uma sala para receber os clientes. 

A pulseira de silicone de São Bento se transformou na “semente” da loja Santo Santo Santo, e essa semente frutificou em uma missão: oferecer peças que tenham sintonia com a positividade e que levem as pessoas para perto as “coisas do alto”.

A escolha do nome da empresa foi inspirada em Isaías 6,3: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus do Universo”.

Ao longo dos primeiros três anos de operação, a empresa passou por um crescimento significativo e o negócio, que havia iniciado suas atividades por meio da revenda de pulseiras, evoluiu para uma loja especializada no comércio de artigos religiosos e na evangelização por meio desses artigos.

Foi nesse contexto de expansão que Ana Paula convidou sua irmã Ana Cristina para se unirem na condução das atividades. A nova parceira agregou conhecimentos em diversas áreas, mas, em especial, na área comercial.

O franchising

Devido ao sucesso ao longo dos anos, a empresa se preparou para um passo mais audacioso: a marca acaba de chegar ao mercado de franchising.

O negócio é ideal para cidades a partir de 50 mil habitantes e o investimento necessário gira em torno de R$ 198.400,00.

 “Nossos produtos transmitem fé, amor e positividade com uma roupagem moderna, refinada e digamos fashion nos acessórios pessoais e artigos religiosos. Percebemos que ao entrar na loja procurando um presente, por exemplo, o cliente já vem pensando com carinho em quem vai recebê-lo. Então eu digo que nossas peças levam um sentido especial com elas…o afeto”, avalia a fundadora e sócia, Ana Paula Cury.

Mercado promissor

A pandemia refletiu a busca pelo fortalecimento da fé e acolhimento em forma de presentes religiosos, colocando o amor a Deus à frente de todos os obstáculos. Os fiéis encontram nos acessórios uma forma de representar sua fé e devoção.

“O público é fiel. É assim que podemos definir os consumidores de artigos religiosos. Por serem negócios de nicho, os empreendimentos religiosos tendem a ter públicos engajados e comunidades em torno das marcas. E com a digitalização no contexto da pandemia, este setor se manteve ativo, inclusive por seu caráter de bem-estar por meio da fé”, conclui Ana Paula.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
EconomiaReligiãoTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia