Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

A frase que acabou com as discussões entre Louis e Zélie Martin

Louis et Zélie Martin

@Sanctuaire Louis et Zélie d Alençon

Louis et Zélie Martin

Mathilde de Robien - publicado em 14/07/22

Os pais de Santa Teresinha, Louis e Zélie Martin, são o primeiro casal a ser canonizado na história da Igreja. Veja como, com um toque de humor, eles conseguiram resolver pequenas tensões conjugais

Embora aspirando à santidade, Louis e Zélie Martin, os pais de Santa Teresinha do Menino Jesus, não eram imunes a conflitos no seio do seu casamento. As cartas de Zélie relatam alguns episódios de discussões e desentendimentos, sem no entanto reclamar ou expressar amargura.

Por exemplo, Zélie teme a reação de Louis quando escreve que vai arrumar a sua bancada de ofício (relojoeiro) enquanto ele está fora em Paris: “Quando receberes esta carta, estarei ocupada a arrumar a tua bancada de trabalho; não deves estar zangado, não perderei nada”. Se Zélie diz isto, é porque ela já experimentou que o seu marido não aprecia este tipo de arrumação…

Também parece que Louis tende a pensar que a sua esposa é um pouco gastadora. Mas Zélie defendeu-se: “Por muito que eu lhe explique que não posso fazer o contrário, ele acha difícil acreditar em mim. Mas ele confia em mim, ele sabe que não o vou arruinar. Estou a escrever isto para vos fazerdes rir”. Outro tema de dissensão surgiu em Maio de 1871: Zélie menciona uma viagem a Lisieux com as suas filhas, incluindo a bebé Céline. Louis pensa que é uma loucura. Finalmente, Zélie conclui: “Louis tem razão, eu poderia arrepender-me”.

“Cuidado, vamos acabar sendo um mau lar!”

Finalmente, um dia, quando o tom entre Louis e Zélie estava a subir, a sua filha Pauline, então muito nova, aproximou-se sorrateiramente da mãe e perguntou: “Mamãe, é isto que é ter um mau lar? Zélie ri e responde: “Não te preocupes, eu amo muito o teu pai”. Ela repete então esta boa palavra ao seu marido que, por sua vez, se ri. Isto tornou-se uma piada familiar que, mais tarde, teve a vantagem de reduzir quaisquer conflitos.

De fato, assim que Louis e Zélie começam a discutir, um deles lembra sempre o outro: “Cuidado, vamos acabar sendo um mau lar! O tom é irónico, mas não se destina a gozar com qualquer ‘mau lar’. É irónico porque a frase se refere ao medo da pequena Pauline. Isso era suficiente para minimizar o conflito e voltar a concentrar-se no que era essencial para eles: tirar de Deus, através da oração e da Eucaristia, a fonte do seu amor.

Tags:
Casamentosanta teresinhaSantos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia