Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Sisto II
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Por que os religiosos e as religiosas usam um hábito?

Pope Francis Canonization Mass of Junipero Serra

SAMUEL CORUM | ANADOLU AGENCY | ANADOLU AGENCY VIA AFP

Philip Kosloski - publicado em 28/07/22

Os membros das comunidades religiosas vestem frequentemente um hábito particular. É o sinal visível da sua consagração a Deus e da sua pertença a uma ordem

Muitos religiosos e religiosas católicos, tais como monges, irmãos, irmãs, padres e outros, usam o hábito da sua comunidade. Mas por quê? As vestes das diferentes comunidades evoluíram ao longo do tempo mas foram sempre o símbolo externo de pertença a Deus.

São João Paulo II declarou na sua exortação apostólica, Vita Consecrata, que o hábito tem uma finalidade específica:

Visto que o hábito é sinal de consagração, de pobreza e de pertença a uma determinada família religiosa, unindo-me aos Padres do Sínodo recomendo vivamente aos religiosos e religiosas que usem o seu hábito, adaptado convenientemente às circunstâncias dos tempos e lugares.

De acordo com muitas tradições, o hábito é frequentemente revelado ao fundador da ordem religiosa através de uma revelação privada. Por exemplo, entre os dominicanos, o Beato Reginaldo de Orleães (1180-1220) foi o criador do hábito atual. Quando estava gravemente doente, a Virgem apareceu-lhe tanto para curá-lo como para revelar o elemento chave do hábito dominicano: o escapulário.

Seguindo o exemplo de Santo Agostinho, São Domingos, o fundador, e os primeiros frades da Ordem usavam túnicas tradicionais. Na sequência da visão de Reginaldo, o escapulário branco foi introduzido, e desde então tem sido o sinal altamente reconhecível de pertença à Ordem dos Pregadores.

Se as vestes religiosas evoluíram frequentemente com o tempo, a essência do hábito é ser simples mas distinto, como disse São João Paulo II.

Onde válidas exigências apostólicas o aconselharem, poderão, em conformidade com as normas do próprio Instituto, usar um vestuário simples mas digno, com um símbolo apropriado, de modo que seja reconhecível a sua consagração. Os Institutos que, já desde a origem ou por disposição das suas constituições, não prevêem um hábito próprio, cuidem de que o vestuário dos seus membros corresponda, em dignidade e simplicidade, à natureza da sua vocação.

É por isso que não existe uma, mas uma miríade de vestes para distinguir os milhares de religiosos e religiosas em todo o mundo e as suas muitas consagrações!

Veja:

Tags:
DoutrinaIgreja CatólicaLiturgiaReligiosos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia