Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Agosto |
Bem-aventurado Gabriel Maria de Benifayó
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Terrorismo islâmico ficou comum na África

Heresia, crucifixo quebrado

Luka Dakskobler | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 31/07/22 - atualizado em 27/07/22

Católicos são convidados a participar do Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos, que acontece em 6 de agosto

Após o assassinato de mais de vinte pessoas em um ataque em Bourasso, no nordeste de Burkina Faso, a Ajuda à Igreja que Sofre – ACN chama a atenção para uma grave deterioração da situação na Diocese de Fada N’Gourma, nos últimos seis meses.

De acordo com um relatório enviado pela diocese, a pedido da ACN, os roubos, sequestros e assassinatos aumentaram significativamente em Fada N’Gourma em 2022.

Cinco paróquias tiveram que ser completamente fechadas, e devido ao perigo de ataques terroristas, os padres só são capazes de ministrar para 5% das aldeias naqueles que permanecem abertos.  O seminário menor de San Kisito teve que ser transferido para Fada N’Gourma, a capital regional.

Em outras sete paróquias, os serviços são limitados à igreja matriz, porque a maioria das estradas são bloqueadas pelos terroristas, que controlam a maioria das rotas terrestres e destruíram redes de comunicação telefônica, impossibilitando que os padres viajem ou entrem em contato com as pessoas das aldeias que servem. Nas quatro paróquias restantes, a liberdade de movimento é muito limitada. 

Até setembro de 2021, apenas um terço do território diocesano (29%) estava acessível para o trabalho pastoral, ou seja, 155 das 532 aldeias. Em abril de 2022, no entanto, o número de vilas acessíveis havia diminuído para apenas 29, ou 5,5%. 

Perseguição islâmica desde 2015

A causa para este estado de coisas é a insurgência islâmica que varreu o país desde 2015, e que continua a aumentar seu alcance. No início, os jiadistas não pareciam estar preocupados com a presença cristã, mas isso mudou em 2019. 

Desde o início da crise, as comunidades têm sido submetidas à violência, assassinatos e todos os tipos de abusos. Muitas pessoas foram sequestradas. Alguns foram libertados após interrogatório, outros permanecem em cativeiro e outros foram assassinados, diz o relatório. Roubo de gado em larga escala tornou-se uma ocorrência cotidiana. Tudo isso causa pânico entre a população e leva muitos a fugir, reduzindo comunidades a cidades fantasmas. 

Como funcionam os Jihadists?  

O relatório cita um padre local que descreve como os terroristas operam. Em 28 de fevereiro de 2022, a prefeitura e a delegacia da cidade de Tambaga, na parte oriental da diocese, foram incendiadas. Por alguns dias, os terroristas cercaram o mercado e tomaram as ruas. Os habitantes da cidade foram levados para a mesquita e pediram para se converterem ao Islã: “Issa (Jesus) chegou, mas sua missão acabou. Ele prometeu que seria seguido por um sucessor, e que o sucessor é Maomé”, anunciaram os terroristas. “Eles então queimaram a escola católica local, a escola pública e uma escola particular”, diz o padre, que conseguiu escapar alguns dias depois.

Em muitas partes da diocese, os sermões islâmicos tornaram-se regulares e qualquer outra prática religiosa é proibida. Em outros, os serviços católicos ainda são permitidos, mas militantes frequentemente entram nas capelas para garantir que homens e mulheres se sentem em diferentes bancos. 

Batizados de helicóptero

Quando a crise começou, parecia que a parte norte da diocese estaria segura. No entanto, os terroristas fizeram progressos muito rápidos na área nos últimos meses. 

Apesar da terrível situação em que os cristãos se encontram, seu entusiasmo religioso permanece forte. Muitas pessoas fugiram de suas aldeias e se refugiaram em Matiakoali, onde as tropas estão baseadas. Sem padres, os leigos assumiram o comando. Todos os domingos a igreja paroquial se enche de cristãos que vieram a Matiakoali em busca de segurança. Cristãos de aldeias próximas, onde é mais perigoso se reunir, tentam fazer a viagem ocasionalmente, para participar de adoração comum. Durante as celebrações da Páscoa, o chanceler da diocese foi levado de helicóptero para batizar 32 adultos e confirmar 34. 

Assistência ACN

Em 2021 , a ACN financiou um total de 75 projetos no país. Na Diocese de Fada N’Gourma, a fundação apoiou a construção de uma escola e bolsas de estudo para crianças deslocadas, formação de seminaristas, ajuda emergencial para agentes pastorais e construção de uma sala de reunião para a formação catecética de pessoas deslocadas internamente. 

A ACN continua apoiando a igreja local com vários projetos em todo o país. Nas últimas semanas, a fundação enviou uma soma para os subsídios de missa para os 58 sacerdotes da Diocese de Fada N’Gourma, muitos dos quais perderam suas paróquias para o terror jihadista. O rádio está agora em muitos lugares os únicos meios que os agentes pastorais têm que manter contato com os fiéis católicos, e a ACN está ajudando a reforçar urgentemente a rede disponível.

Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos 

No dia 6 de agosto a ACN promoverá a oitava edição do Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos. Com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Dia de Oração convida todas as paróquias do país a promoverem e chamar as pessoas a participarem dessa corrente em favor dos cristãos que sofrem perseguição religiosa.

A ACN enviou os cartazes do Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos para todas as paróquias do Brasil e pede a todas as pessoas de boa vontade que rezem tanto nas celebrações do dia 6 de e 7 de agosto (sábado e domingo), como em suas orações pessoais, como o Terço. A Fundação Pontifícia disponibilizou ainda um site com mais informações: acn.org.br/6deAgosto

Sobre o Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos

O Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos teve início em 2015 e, desde então, ocorre anualmente em agosto, em referência à noite de 6 de agosto de 2014, quando cerca de 100 mil cristãos tiveram de abandonar suas casas na Planície de Nínive, no Iraque, expulsos pelos extremistas do grupo Estado Islâmico. Eles fugiram a pé, somente com as roupas do corpo, sem água ou comida. Assim que recebeu as primeiras informações na manhã do dia 7 de agosto, a ACN mobilizou os benfeitores e iniciou campanhas e projetos para socorrer materialmente e espiritualmente os perseguidos e refugiados.

Tags:
MortePerseguiçãoTerrorismoViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia