Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Ditadura da Nicarágua fecha rádios católicas

Ditadura na Nicarágua sob Daniel Ortega

Francisco Vêneto - publicado em 03/08/22

Piora a perseguição à Igreja após expulsão das Missionárias da Caridade de Santa Teresa de Calcutá

A ditadura da Nicarágua decretou o fechamento de rádios católicas do país, piorando a perseguição contra a Igreja que já tinha se intensificado clamorosamente com a expulsão das Missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Santa Madre Teresa de Calcutá.

Neste 1º de agosto, o regime enviou comunicado aos responsáveis pela rádio Hermanos, emissora da diocese de Matagalpa, determinando o fechamento. O mesmo decreto que afeta a rádio Hermanos também atinge outras sete rádios católicas da Nicarágua.

Segundo o comunicado, o fechamento se deve à suposta falta de alvará de funcionamento das rádios. Nos bastidores, porém, a medida é entendida como retaliação do regime de Daniel Ortega às frequentes críticas do bispo de Matagalpa, dom Rolando Alvarez, que denuncia publicamente os desmandos do presidente.

A Nicarágua vive um regime ditatorial marcado por forte hostilidade contra a Igreja. Saiba mais acessando os seguintes artigos recomendados:

Neste dia 1º de agosto, a polícia nicaraguense invadiu uma capela dedicada ao Menino Jesus de Praga na cidade de Sébaco, bem como as instalações da rádio católica no mesmo complexo. O pe. Uriel Vallejos se recusou a entregar os aparelhos da rádio paroquial e pediu ajuda aos paroquianos mediante live no Facebook.

Fiéis se reuniram para protestar contra a ação policial. Os agentes lançaram bombas de gás lacrimogêneo e chegaram a efetuar disparos para o alto durante a operação. Dois paroquianos ficaram feridos. A polícia prendeu vários outros, segundo denúncia do pe. Uriel, e cortou a energia elétrica da casa do sacerdote.

O episcopado local emitiu comunicado repudiando os mais recentes episódios da perseguição perpetrada pela ditadura da Nicarágua contra a Igreja.

Os bispos convidaram os fiéis a “continuarem dobrando os joelhos pela proteção e santificação dos sacerdotes” nesta quinta-feira, festa litúrgica do Santo Cura d’Ars, e a fazerem “jejum e oração” na sexta-feira, “porque a oração salvará a Nicarágua”.

Tags:
IdeologiaIgrejaPerseguiçãoPolítica
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia