Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 09 Agosto |
Santa Teresa Bendita da Cruz (Edith Stein)
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

A bela amizade entre João Paulo II e o mais importante cardeal da Polônia

wyszynski_wojtyla_bachledowka.jpg

fot. Instytut Prymasowski Stefana Kardynała Wyszyńskiego

Agnieszka Bugała - publicado em 05/08/22

Karol Wojtyła manteve durante toda sua vida de bispo e cardeal uma tradição que demonstra o respeito que ele tinha por seu velho amigo

O dia 3 de Agosto é uma data especial na vida do Beato Stefan Wyszyński – o dia do seu aniversário, e também o dia de sua ordenação sacerdotal. Durante muitos anos, Karol Wojtyla (João Paulo II) celebrou essa data com o antigo Primaz da Polônia.

Eram visitas alegres e muito aguardadas. Normalmente o convidado mais importante, primeiro bispo e, desde 1967, o Cardeal Wojtyla, visitava o Primaz para ser o primeiro a saudá-lo. Wojtyla era 20 anos mais novo que Wyszyński. Ele ia a Stryszawa, Bachledówka ou Fiszor, ou seja, onde quer que o Primaz da Polónia estava em seu mês de férias de verão.

Por que é que o Primaz precisava de férias?

Após a sua libertação de uma prisão comunista em 1956, o Cardeal Wyszynski ficou muito debilitado. Mesmo com saúde frágil, assumiu imediatamente as suas funções, mas era evidente que era mais lento para recuperar as suas forças.

Os médicos passaram a indicar que ele tivesse um mês completo de descanso total após um ano cheio de muito trabalho. E assim ele passava suas férias fora de Varsóvia.

No início, Wyszyński não estava convencido disso, mas verificou-se que valia a pena deixar Varsóvia durante esse período e usar o tempo para ler, conversar e rezar no silêncio das montanhas e das florestas. Descobriu que um descanso bem planejado lhe permitia regressar às suas funções com força renovada, e isto ele considerou importante.

Três endereços

Em 1960, a psicóloga Maria Okońska sugeriu que ele descansasse nas Irmãs Ressurreicionistas em Stryszawa. E assim começou a “aventura das férias” que durou até 1980.

O Primaz passou as suas férias em Stryszawa nos anos de 1960-1967, nos Padres Paulinos em Bachledówka de 1967 a 1973, e nas Irmãs Beneditinas da Santa Cruz em Gaj, perto de Wyszków, numa cabana chamada “Fiszorek”, nos anos de 1974-1978.

Passou os Verões de 1979 e 1980 em Studzieniczna, perto de Augustów. O local foi indicado por médicos, uma vez que a saúde do Wyszyński estava a deteriorar-se gravemente. A cada um destes endereços de férias, Karol Wojtyła se dirigiu a 3 de Agosto.

Stryszawa

Em Julho de 1962, a Irmã Zofia, a madre provincial, juntamente com mais de quarenta freiras em férias, organizou uma festa em homenagem ao importante cardeal polonês.

E quando o cardeal Wojtyla ia a Stryszawa, ambos passavam normalmente tempo com o breviário comum ou a falar sobre assuntos correntes da Igreja. Costumavam fazer longas caminhadas.

Bachledówka

Perto das montanhas Tatra, o Primaz hospedava-se numa cabana de madeira de dois andares chamada “Tebaida”. E era aqui que Wojtyla apareceria a 3 de Agosto. Eles visitavam os montanheses, e Wojtyla organizava jogos de voleibol em que ele próprio era o jogador principal.

O Primaz referiu-se ao cardeal Wojtyla como “o anfitrião destas áreas”. Cantavam, faziam música e liam no dialeto das terras altas da Polônia.

Em suas memórias, o cardeal Wyszynski escreveu: “O cardeal Wojtyla chegou. Tínhamos acabado recentemente o breviário na capela e estávamos à sua espera. Ele regressava de algum tipo de caminhada. Ele e sua mochila. Vagueou, pois não conseguia encontrar o seu caminho para Bachledowka. Depois, ele fez um belo discurso”.

Também registrou: “Gostamos muito da canção do velho camponês. Cantamos canções de escoteiros, canções militares, canções engraçadas e sérias”. “Esta cantoria por vezes arrasta-se muito pela noite dentro. Mais tarde ainda nos encontramos nas escadas ou no corredor. É difícil se separar. Aqui está uma canção em que o canto a solo do Cardeal sai maravilhosamente”.

Fiszor

Os aniversários do cardeal Primaz da Polônia eram celebrados com muita música. Em Fiszor, os convidados sentavam-se na varanda e cantavam canções de acampamento e de escoteiros. Wojtyla cantava frequentemente a solo; gostava especialmente de uma tradicional canção local camponesa. Normalmente no dia seguinte, após a missa e o café da manhã, tinham longas conversas sobre os assuntos mais importantes e atuais da Igreja.

Em 1974, Wojtyla chegou com seus bons votos logo no final de Julho. “Sou fiel ao hábito que adquiri e todos os anos tento passar lá em minhas férias” – disse ele. E felicitou o já então idoso cardeal não apenas pelo seu aniversário de nascimento, mas também pelo 50º aniversário de ordenação sacerdotal.

“Compreendemos”, disse ele, “que Vossa Eminência queira viver este dia tanto quanto possível nas profundezas do seu próprio mistério, porque o dia da ordenação é um dia de grande mistério divino na vida de um sacerdote”.

Uma anedota da viagem de Wojtyla a Fiszorek também foi preservada e é contada com avidez pelos habitantes locais. Era o Verão de 1975, e Wojyla, já como arcebispo de Cracóvia, seguia até o Primaz sendo transportado por um motorista. Viram uma mulher idosa e Wojtyla decidiu dar-lhe carona, já que estava a escurecer.

Depois da viagem, quando finalmente chegaram a Fiszorek, descobriram que a casa da senhora estava fechada. A campainha não funcionava e a família já estava a dormir. O cardeal Wojtyla, para chamar a família da senhora idosa, teve de pular por cima da cerca e acabou cortando a mão. Comentando o incidente, o motorista disse: “É assim quando se conduz avozinhas velhas”. O cardeal respondendo-lhe brincando: “De fato, ganhei até estigmas por isso”.

wyszynski_wojtyla_fiszor1.jpg

Quando começou bela esta amizade?

Encontraram-se pela primeira vez em Agosto de 1958 em Varsóvia. O Primaz tinha chamado o Padre Wojtyla para informá-lo que o Papa Pio XII o tinha nomeado bispo auxiliar de Cracóvia. Stefan Wyszyński era então o arcebispo primaz.

Sabia pouco sobre o Padre Wojtyla, de Cracóvia – que era filósofo, que ensinava na Universidade Católica de Lublin, que escrevia peças de teatro e poesia. E que gostava de caminhadas de montanha e canoagem com estudantes.

E embora estivessem separados por 20 anos de vida, estavam unidos pela sua experiência de uma fé viva em Deus, pelo seu amor à Igreja e a Maria, e pela sua honestidade intelectual e busca de caminhos para o coração do homem, especialmente daqueles escravizados pelo regime comunista.

Até ao fim da sua vida, o Primaz ficou do lado de Wojtyla, e Wojtyla – embora tivesse uma opinião diferente sobre alguns assuntos – foi calorosamente leal ao Cardeal Wyszynski.

Fontes:
A. K. Zyskowska, ‘Papieskie i Prymasowskie szlaki świętego Jana Pawła II i kard. Stefana Wyszyńskiego Prymas Tysiąclecia. Feriados 1960-1980″
A. K. Zyskowska, “Highlander meetings, Bachledowka 1967-1973”

Tags:
Joao Paulo IIpapasTestemunho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia