Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 28 Setembro |
Santa Eustóquio
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Juliano Cazarré revela que fez o batismo de emergência da filha mais nova: “Foi emocionante”

Juliano Cazarré e esposa recebem a filha Maria Guilhermina

Juliano Cazarré / Instagram

Ricardo Sanches - publicado em 15/08/22

Maria Guilhermina de Guadalupe nasceu com um problema grave no coração e, segundo os médicos, corria risco de morrer

O ator Juliano Cazarré contou ao programa Fantástico que fez o batismo de emergência da filha caçula, Maria Guilhermina de Guadalupe. A bebê nasceu prematura e veio ao mundo com um grave problema no coração.

Guilhermina veio ao mundo prematura e com um grave problema no coração: a anomalia de Ebstein.

O ator contou que, por saber que a filha corria risco de morrer, pediu à equipe médica que deixasse um copo com água reservado na sala de parto. Assim que a garotinha nasceu, ele fez o batismo de emergência.

“Quando o bebê nasce com risco de vida, pode-se fazer esse batismo de emergência. Então, eu batizei ela. Foi um momento muito emocionante… Eu tinha esperança, mas eu não sabia se ela ia sobreviver”, disse Juliano Cazarré ao programa de TV.

A bebê passou por uma cirurgia no coração logo após o nascimento. Recuperou-se durante 25 dias na UTI e, às vésperas do Dia dos Pais, teve uma intercorrência e precisou que ser submetida a outra operação. No Instagram, o ator pediu aos seguidores que rezassem pela garotinha e por sua família:

“Peço humildemente as orações de todos vocês, pela recuperação da Guilhermina e para que eu e a Leticia sigamos com força e serenidade para lutar por ela.”

View this post on Instagram

A post shared by Juliano Cazarré (@cazarre)

O batismo de emergência

O batismo de emergência está previsto no Código de Direito Canônico, que diz:

“Se a criança se encontrar em perigo de morte, seja batizada sem demora”.

Cân. 867

Na sequência, o código afirma:

“A criança filha de pais católicos, e até de não católicos, em perigo de morte, batiza-se licitamente, mesmo contra a vontade dos pais.”

Cân. 868

O Código de Direito Canônico ainda alerta que, em caso de necessidade e quando não há tempo ou possibilidade de recorrer a um sacerdote, qualquer pessoa pode fazer o batismo.

Mas é preciso esclarecer que o batismo de emergência não é um rito substitutivo ou complementar ao batismo tradicional, tampouco um remédio para as doenças físicas.

O Pe. Henry Vargas esclarece os requisitos para a realização de um batismo de emergência:

1. Pedir ao familiar mais próximo (em sua ausência à pessoa batizada mais próxima) que seja o padrinho ou madrinha. Se não há ninguém presente e/ou com um mínimo de condições para desempenhar este papel, sua presença não é indispensável. Não podem ser padrinhos os ateus e os excomungados – em último caso, podem ser apenas testemunhas (quando não há padrinhos, é preciso buscar pelo menos que haja testemunhas para comprovar que o batismo foi administrado);

2. Na hora de batizar, é preciso ter a intenção de dar o ao batismo o valor e respeito que oo gesto merece;

3. Derramar água, mesmo que não seja benta (Cân. 853), sobre a cabeça do batizando, pronunciando ao mesmo tempo a seguinte fórmula: “(Nome do batizando), eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (sem dizer “amém” nem acrescentar palavras).

É proibido usar fórmulas duvidosas e ambíguas, pois isso invalidaria o batismo.

Não é preciso fazer nada além disso, nem acrescentar coisas (flores, velas, imagens, orações ou livros).

Tags:
BatismoBebêsCelebridadesDoençaSacramentos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia