Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 06 Outubro |
São Bruno
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Filipinas: governo acusa freiras de financiarem terrorismo

Santuário Mãe da Ásia nas Filipinas

Sheila Realubit Abol | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 18/08/22 - atualizado em 18/08/22

Ministério é acusado de agir de má-fé no tocante às religiosas

O governo das Filipinas está acusando um grupo de 16 pessoas, entre elas algumas freiras, de financiarem o terrorismo.

A denúncia, apresentada neste 15 de agosto pelo ministério da Justiça, diz respeito a um suposto financiamento ao Partido Comunista das Filipinas e ao seu braço armado, o Novo Exército Popular (NPA, pela sigla em inglês). As duas organizações são classificadas como terroristas pelo governo do país.

Segundo o ministério da Justiça, a severa lei filipina de combate ao terrorismo pune qualquer ajuda financeira a qualquer grupo ou indivíduo considerado terrorista pelo governo. Se o tribunal acatar a acusação, poderá emitir mandado de prisão contra os acusados. Se forem julgadas culpadas, as freiras poderão ser condenadas a até 40 anos prisão ou a pagar multa de até 20 mil dólares.

Não foram divulgados ao público a identidade e o número exato de religiosas que fazem parte do grupo de 16 acusados.

O ministério da Justiça informou, por outro lado, que as acusações partiram de dois ex-membros do Novo Exército Popular. Segundo as suas alegações, as religiosas teriam elaborado uma proposta de financiamento a ser apresentada a fundos estrangeiros, visando obter recursos para as mencionadas organizações.

Em reação à denúncia, grupos de defesa de direitos humanos acusam o ministério da Justiça de tramitar a acusação em segredo e dificultar a defesa dos acusados. O ministério também é acusado, por um movimento estudantil cristão e por um grupo de leigos, de agir de má-fé no tocante às freiras. Além disso, eles apontam que os processos acusatórios no país costumam levam meses ou até anos, mas a acusação contra as religiosas está sendo tramitada com extraordinária rapidez.

De fato, o governo filipino tem explicitado reiteradamente a sua animosidade para com a Igreja Católica, acusando-a sistematicamente de colaboração com grupos rebeldes ou de oposição ao governo. Missionários em áreas rurais do país são os mais atacados pelas autoridades, chegando a ser classificados como “red-tagged” pelo governo: trata-se de uma “categoria” com que o governo filipino rotula grupos de oposição.

Tags:
freirasIdeologiaPerseguiçãoPolítica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia