Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Beato Donizetti ganha outro local de peregrinação no Brasil

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
PAdre-Donizetti-5–e1661186635633.jpeg

Ricardo Sanches - publicado em 22/08/22

Uma catedral a 300 km de Tambaú, SP, onde Padre Donizetti passou grande parte da vida, se tornou o segundo ponto de peregrinação relacionado ao beato

A cidade de Tambaú, no interior de São Paulo, recebe milhões de devotos do Beato Donizetti Tavares de Lima. Foi ali que ele passou grande parte de sua vida como sacerdote e é lá que se encontram os seus restos mortais. O Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na mesma cidade, é o primeiro local de peregrinação relacionado ao beato.

Agora, porém, seus devotos ganharam o segundo local de peregrinação. É que a catedral de São José do Rio Preto, localizada no noroeste paulista e a cerca de 300 quilômetros de Tambaú, recebeu a relíquia do Beato Padre Donizetti.

Na Missa de entronização, o bispo Dom Antonio Emidio Vilar destacou algumas virtudes heroicas do futuro santo. “Como eu fiquei encantado por você; um verdadeiro padre dos padres”, afirmou o religioso acerca do beato, que chegou a ser perseguido por defender os direitos trabalhistas.

Na catedral de São José, em Rio Preto, uma imagem de Nossa Senhora foi colocada ao lado do nicho onde ficarão expostas a relíquia e a imagem do religioso. A disposição representa a grande devoção que Padre Donizetti sempre teve à Mãe de Deus (veja as fotos abaixo).

Quem foi Padre Donizetti Tavares de Lima

Donizetti Tavares de Lima nasceu em Cássia, MG, e entrou no seminário diocesano aos 12 anos de idade. Estudou Direito Direito, Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote em 12 de julho de 1908 e incardinado na diocese de Pouso Alegre, MG. Depois de passar por diversas outras cidades, tornou-se pároco da igreja de Santo Antônio em Tambaú em maio de 1926, ali permanecendo 35 anos.

A fama de santidade veio acompanhada pela de taumaturgo, o que atraía milhares de peregrinos a irem até a pequena cidade paulista em busca de cura e de milagres diversos por intercessão do sacerdote. Coroando uma vida dedicada por inteiro a Deus e ao próximo, o Pe. Donizetti faleceu em 1961, aos 79 anos de idade.

O decreto de reconhecimento de milagre por sua intercessão, assinado pelo Papa Francisco no dia 6 de abril, se refere à graça alcançada pelo jovem Bruno Henrique Arruda de Oliveira, que nasceu em 2006 com o assim chamado “pé torto congênito bilateral”, condição de difícil tratamento. Os médicos não puderam explicar a razão da completa cura desta condição, vivenciada por Bruno e registrada após fervorosas súplicas da mãe da criança a Deus por intercessão do Padre Donizetti, que foi beatificado em 23 de novembro de 2019.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Brasilperegrinacao
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia