Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Rússia: político processado por publicar oração do Papa Francisco vai a julgamento

Konstantin Jankauskas

Twitter/@Gala__kon/CC BY 3.0; Serhii Yevdokymov/Shutterstock

Reportagem local - Inma Alvarez - publicado em 25/08/22

Para as autoridades, o político católico cometeu um "desrespeito" ao postar nas redes sociais as palavras que o Papa proferiu durante a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria

Vai a julgamento amanhã, 26 de agosto, em Moscou, o político católico russo Konstantin Jankauskas, acusado de “desacreditar as Forças Armadas”. Ele foi processado por publicar em seu perfil no Facebook a oração do Papa Francisco pela paz no dia de sua consagração da Ucrânia e da Rússia ao Imaculado Coração de Maria (25 de março de 2022). Durante a consagração, o Pontífice pediu o fim das ações militares na Ucrânia.

“A cidade que leva o nome da Virgem Maria à qual dirigimos nossas orações, Mariupol, tornou-se uma cidade-mártir da guerra que destrói almas e esgota a Ucrânia… das pessoas comuns, que pedem o fim da guerra. Em nome de Deus, faça-se ouvir a voz de quem sofre, acabe com os ataques e bombardeios”, escreveu o político em seu post.

Jankauskas é economista e deputado no distrito de Zyuzino. Este católico russo de origem lituana confessa que não sabe o que dirá ao juiz. “Como pode alguém desacreditar uma oração pela paz e pela vida? Parece-me absurdo”, afirmou ele à agência AsiaNews.

A carreira política de Jankauskas está ligada a um partido que se originou de um movimento liberal. Durante a campanha eleitoral à Duma (Assembleia) de Moscou, o político sofreu perseguição e foi preso e revistado pelas autoridades russas em mais de uma ocasião.

Tags:
CatólicosPerseguiçãoPolíticaRússia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia