Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Fevereiro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Por que Santo Agostinho achava a Bíblia entendiante?

AUGUSTINE;

Public domain

Philip Kosloski - publicado em 29/08/22

Demorou um certo tempo até que ele descobrisse a beleza e a importância das Sagradas Escrituras

Alguma vez você já chegou a pensar que a Bíblia era entediante? Santo Agostinho, sem dúvida um dos santos mais conhecidos de todos os tempos, tinha um sentimento semelhante sobre a Bíblia.

No livro “Confissões”, ele explica:

“Decidi dedicar-me ao estudo da Sagrada Escritura, para a conhecer. Vi ali algo encoberto para os soberbos e obscuro para as crianças, mas humilde a princípio e sublime à medida que se avança o velado de mistérios; e eu não estava disposto a poder entrar nela, dobrando a cerviz à sua passagem. Contudo, ao fixar nela a atenção, não pensei o que agora estou dizendo, mas simplesmente me pareceu indigna de ser comparada com a majestade dos
escritos de Cícero. Meu orgulho recusava sua simplicidade, e minha mente não lhe penetrava o íntimo. Contudo, a agudeza desta visão haveria de crescer com os pequenos; mas eu de nenhum modo queria ser criança e, enfatuado de soberba, considerava-me grande.”

Em uma audiência geral de 2008, o Papa Bento XVI explicou algumas das razões pelas quais Santo Agostinho não gostava de ler a Bíblia:

“Ele começou a ler a Escritura, a Bíblia. Mas isso o decepcionou. Não só porque o estilo da tradução das Sagradas Escrituras era inadequado, mas também porque para ele seu conteúdo em si não parecia satisfatório.”

Isso o levou a seguir a filosofia dos maniqueístas, uma seita herética, e por um tempo ele não. mostrou nenhum tipo de interesse pela Bíblia.

A mudança

Entretanto, depois de ouvir os sermões de Santo Ambrósio, ele ficou cativado pela Bíblia, como explica o Papa Bento XVI:

“Agostinho percebeu que todo o Antigo Testamento era uma viagem em direção a Jesus Cristo. Assim, ele encontrou a chave para entender a beleza e a profundidade filosófica do Antigo Testamento, e compreendeu toda a unidade do mistério de Cristo na história”.

Enfim, a vida de Santo Agostinho nos lembra que, apesar de a Bíblia parecer entediante no início, ela pode nos mostrar a beleza e a profundidade da história da salvação. De fato, as Escrituras podem mudar o nosso coração e, assim, podemos ver a Bíblia de uma maneira diferente.

Tags:
BíbliaConversãoSantos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia