Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Setembro |
Beato Dalmácio Moner 
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Eleições 2022: o que o eleitor católico deve fazer para escolher seus candidatos?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Urna eletrônica

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 01/09/22 - atualizado em 01/09/22

A campanha política já está nas ruas e nos meios de comunicação. E esta é a chance que os eleitores têm de conhecer mais sobre os candidatos, a fim de fazer escolhas coerentes com os seus valores e a sua fé

As eleições 2022 estão chegando e, com elas, o compromisso democrático que os brasileiros têm de escolher o presidente da República, governadores, deputados e senadores.

A campanha eleitoral já está nas ruas e nos meios de comunicação. E esta é a chance que os eleitores têm de conhecer mais sobre os candidatos, a fim de fazer suas escolhas.

Mas, e nós, católicos? Como devemos nos inteirar mais sobre a política e os partidos políticos? O que fazer para exercer o direito cívico ao voto sem ferir os nossos valores e a nossa fé? Essas e outras perguntas, bem como suas respostas, estão reunidas no livro “O Catecismo do Eleitor Católico“, republicado recentemente. A obra foi escrita em 1960 pelo padre jesuíta Edmundo Henrique Dreher, mas sua base permanece atual.

No livro, o autor explica, por exemplo, como o eleitor católico deve agir para não escolher o candidato de forma errônea:

“Para escolher com acerto o seu candidato, o eleitor católico precisa primeiramente
saber com toda a clareza qual interesse deve ter em vista. Sabe muito bem todo homem normal que é o interesse que induz a fazer uma boa escolha. Assim, se meu interesse é curar-me de uma enfermidade, escolherei um médico e não um advogado, e se meu interesse é defender os meus direitos, escolherei um advogado e não um engenheiro, e se meu interesse é construir uma casa, procurarei um engenheiro e não um cozinheiro.”

O voto e os interesses coletivos

O sacerdote esclarece também que o interesse do eleitor católico não deve neglicenciar os interesses da coletividade:

“Quando um eleitor católico escolhe um candidato não deve ter em vista o seu interesse privado, nem o de seu partido, mas deve ter em vista exclusivamente o interesse da coletividade, ou seja, a prosperidade pública temporal de sua pátria. Nenhum homem normal duvida que, quando alguém escolhe um médico, deve ter em vista a cura de uma enfermidade. Entretanto, por incrível que pareça, nem todos os eleitores sabem que, quando escolhem um candidato, devem ter em vista a cura dos males e das enfermidades sociais que afligem o povo, a fim de que seja curado e que possa prosperar.”

Entre muitas outras questões, o autor também discorre sobre os partidos políticos. Para ele:

“Os partidos políticos, propondo ao povo suas convicções partidárias através de seus programas e oferecendo-lhe como garantia sua reputação e prestígio, facilitam-lhe o trabalho da escolha do candidato acertado.”

Orientações dos bispos

Recentemente, os bispos da Regional Centro-Oeste da CNBB divulgaram uma nota oficial em que dão algumas orientações para que a escolha dos representante seja coerente com a fé católica e seu consequente respeito à coletividade. Algumas dessas orientações são:

  1. avaliar o histórico do candidato, seu itinerário político, se tem uma vida honesta e não está envolvido em fraude ou corrupção. Votar apenas em candidato “ficha limpa”;
  2. conhecer a proposta de governo do candidato, veja se é um plano consistente e comprometido com o bem comum, em particular com os pobres e excluídos, com a defesa da Casa Comum, da cultura da paz, com uma economia a serviço da vida, e se o candidato é capaz de cumpri-lo;
  3. apoiar candidatos defensores e promotores da vida humana e de sua dignidade, que sejam contrários ao aborto e à eutanásia;
  4. divulgue a verdade dos fatos e não espalhar notícias falsas (fake news).

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
CatólicosPolíticaReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia